Operação de combate ao transporte clandestino de passageiros é realizada em Patos de Minas

A ação é conjunta entre a ANTT, DER/MG, Procon Municipal, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

ANTT

Acontece nessa sexta-feira (13/11) e nesse sábado (14/11) em Patos de Minas uma ação conjunta para combater o transporte clandestino de passageiros. A ação foi realizada pelo Procon Municipal de Patos de Minas, em parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, o Departamento Edificações e Estrada de Rodagem – DER/MG, a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal. Quatro ônibus em situação irregular foram apreendidos.

Segundo o chefe do Procon Municipal, Rafael Godinho, a operação visa apreender e impor sanções administrativas aos proprietários dos veículos que não possuem autorização para efetuar o transporte remunerado de passageiros.

Fiscal da ANTT, Reginaldo Romero, e chefe do Procon Municipal, Rafael Godinho.

Tal operação foi deflagrada na BR-365, a qual se revela como importante meio de ligação entre as regiões sudeste e nordeste do país, sendo bastante utilizada para esse tipo de transporte ilegal, que por sua vez experimenta um crescimento acelerado em acidentes fatais em virtude da má prestação do serviço (não conservação do veículo, ausência de curso de capacitação dos condutores, super lotação e outras infrações).

Apesar de ter concedido entrevista no Terminal Rodoviário de Patos de Minas, Rafael Godinho explicou ainda que estes veículos clandestinos não param naquele local para o embarque e desembarque de pessoas. Estes ônibus usam postos de combustíveis às margens da rodovia ou outros pontos já combinados com os passageiros.

Após a apreensão dos ônibus, estes veículos abordados foram encaminhados para os pátios credenciados com os órgãos de trânsito e transporte, os condutores/proprietários após arcarem com o deslocamento dos passageiros foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil, ficando à disposição do delegado.

O transbordo dos passageiros foi acompanhado pela Secretaria de Desenvolvimento Social que prestou o devido auxílio aos que necessitavam, bem como foi necessário acionar o Conselho Tutelar em virtude de alguns menores estarem viajando sem o acompanhamento de seus responsáveis legais.

Os agentes envolvidos nas abordagens informam que lavram os formulários de autuação, que foram colocados ônibus extras para atender aos passageiros, que foram distribuídas máscaras respiratórias para aqueles que não possuíam e, por fim, que foram observadas todas as medidas sanitárias vigentes evitando o contágio e propagação do COVID-19.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS