Lagoa Grande: Polícia Civil age rápido e prende suspeito de homicídio em Paracatu

Os policiais identificaram o suspeito e interceptaram o ônibus que ele estava, sentido a Brasília/DF.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Polícia Civil de Minas Gerais, através da Delegacia de Polícia de Presidente Olegário, contando com o apoio de uma equipe da cidade de Paracatu, efetuou a prisão em flagrante delito do suspeito de ter cometido o homicídio ocorrido na madrugada dessa sexta-feira (15/01) em Lagoa Grande.

O crime aconteceu por volta de 04h, no bairro Planalto, em Lagoa Grande. A vítima estava no interior da residência totalmente ensanguentada e já sem vida. Ao ser redor foi encontrado um facão e no corpo pode ser verificado várias lesões na cabeça (no mínimo, quatro), mãos (inclusive, com dois dedos decepados) e em ambos os braços, o que indicava uma luta corporal entre os envolvidos.

Ato contínuo, os levantamentos passaram a ser realizados por uma equipe de investigadores da Polícia Civil da delegacia de Presidente Olegário que se dirigiram para o local do crime imediatamente. Diante das informações, os investigadores levantaram que o suspeito tratava-se de um colega da vítima, o qual havia mudado de Lagoa Grande há alguns meses para São Paulo/SP, mas havia sido visto na cidade momentos antes dos fatos.

Continuando as diligências, os investigadores de polícia levantaram que o suspeito teria saído de Lagoa Grande e se dirigido para Patos de Minas. Assim, pode ser identificado o ônibus que o investigado teria ingressado e dirigido para a cidade de Brasília/DF.

Dessa forma, foi feito contato com a Polícia Civil em Paracatu, em que contando com o pronto apoio de investigadores de polícia, deslocaram com o objetivo de interceptar o ônibus identificado. Após monitoramento, os investigadores interceptaram o veículo após vinte quilômetros da saída de Paracatu, ainda na BR-040. Com a segurança necessária para todos os passageiros, o investigado foi localizado sentado numa poltrona.

Em entrevista, o investigado (23 anos de idade) já confessou a autoria do crime, alegando que a vítima o estava ameaçando por causa de uma conta de internet no valor de R$ 100,00 (cem reais), tendo em vista que eles moraram juntos há algum tempo atrás, oportunidade em que eles deslocou para Lagoa Grande com o objetivo de resolver a situação.

Ainda sendo verificadas as bagagens que ele portava, foram encontradas as vestimentas utilizadas pelo investigado no momento do crime, inclusive ainda estavam sujas de sangue. O aparelho celular da vítima também foi localizado. Como se não bastasse, o investigado apresentava arranhões pelo corpo, o que indica ter se envolvido em uma luta corporal recente.

O suposto autor do homicídio encontra-se preso em virtude de prisão em flagrante pelo cometimento de homicídio seguido de furto na cidade de Paracatu, aguardando deliberação judicial.

A Polícia Civil segue empenhada na repressão à criminalidade, demonstrando sempre o compromisso de agir em nome da sociedade, visando buscar a efetiva responsabilização dos autores pelos ilícitos penais.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.