Em Patos de Minas, deputado do PT critica Bolsonaro e defende Lula

Reginaldo Lopes visitou hospitais públicos e sinalizou intenção de destinar ajuda no futuro. Ele é pré-candidato ao Senado Federal.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Reginaldo Lopes e Lula
Líder do PT na Câmara dos Deputados, Reginaldo Lopes é responsável por promover o nome de Lula em Minas Gerais
Foto: Divulgação

Na Câmara dos Deputados desde 2003, quando foi eleito com 64 mil votos, Reginaldo Lopes, do Partido dos Trabalhadores (PT), visitou Patos de Minas nesta sexta-feira (25/03). No último ano do quinto mandato, ele deve sair candidato ao senado federal em outubro.

Reginaldo visitou o Hospital Regional Antônio Dias (HRAD) e a Santa Casa de Misericórdia. Ele não anunciou nenhum recurso efetivo e afirmou que a intenção foi conhecer a realidade para ajuda futura, como emenda parlamentar.

Questionado sobre os últimos dois governos, Michel Temer (2016-2018) e Jair Bolsonaro (2019-2022), Reginaldo afirmou que eles cometeram graves erros.

O Governo Bolsonaro acabou, por exemplo, com o Ministério do Planejamento. Então um país que não tem planejamento é um país condenado ao fracasso. Segundo, o governo acabou com o programa de aceleração do crescimento, ou seja, obras importantes para o desenvolvimento das cidades e também das regiões. Eu posso citar aqui, a vergonha de ter uma obra paralisada do campus da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em Patos de Minas […]. Essa obra deve ser um compromisso do próximo presidente.

O deputado afirmou que as emendas parlamentares não vão resolver os “problemas” dos municípios. Ele citou que é necessário um engajamento efetivo do governo federal com um orçamento suficiente para execução de obras estratégias, como a duplicação da BR-365, entre Patos de Minas e Uberlândia.

Como nós vamos garantir para a Santa Casa a volta da oncologia, instalar aqui a radioterapia, se não de um programa de governo. Nós criamos no governo da presidenta Dilma, um programa com 80 centros de radioterapia, o governo Temer paralisou 65, ou seja, apenas 15 centros foram implementados no Brasil.

Reginaldo Lopes defendeu a eleição do ex-presidente Lula e afirmou que o PT terá que fazer aquilo que foi feito no passado.

O Brasil é um único país que saiu do mapa da fome e infelizmente o governo Bolsonaro retornou o país para o mapa da fome […]. Temos uma inflação de preço, ou seja, a inflação está consumindo o poder de compra do salário mínimo […] Temos que combater a inflação, ter um programa de valorização do salário mínimo e nós temos que garantir renda e trabalho para o povo brasileiro. Somado esses elementos, que nós vamos retornar o crescimento econômico.

O deputado defende uma restruturação da economia, principalmente nas exportações. Para ele, o Brasil deve parar de exportar material bruto, como soja, e passar a vender produtos já industrializados, como o óleo. O principal objetivo seria gerar empregos diretos e indiretos e também reduzir o preço dos alimentos no mercado nacional.

Reginaldo também culpou o governo Bolsonaro pelo aumento nos preços dos combustíveis e defendeu uma escala produtiva nacional de ponta a ponta, desde a extração do Petróleo até a bomba do posto.

O governo Bolsonaro está transformando a Petrobras numa empresa meramente exportadora de petróleo bruto e está importando o petróleo refinado. Isso obrigou o povo brasileiro a pagar a gasolina, o diesel e o gás de cozinha em dólar, mas na verdade não precisaria porque 85% da produção de combustível no Brasil ainda é refinado aqui. O Brasil produz um combustível 65% mais barato que o preço internacional. Então a política de dolarização, de paridade de preço internacional, é uma política criminosa praticada pelos conselheiros da Petrobras e pelo presidente da república.

Um projeto de lei, de autoria de Reginaldo Lopes, prevê que a Petrobras informe a composição de preço dos combustíveis. Na prática, a estatal teria que divulgar o valor, em separado, dos preços de extração, refino, tributos e outros custos que interferem no preço final. O PL 3677/2021 está parado desde dezembro/2021 na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviço (CDEICS).

Eu sou autor de um projeto que eu estou desafiando a Petrobras e estou propondo mudar a lei nacional de petróleo e as competências da Agência Nacional de Petróleo para dar transparência na composição de preço. Aí o povo brasileiro vai ter certeza que a política do governo Bolsonaro, em relação aos derivados do petróleo, é criminosa, é uma roubalheira, contra todos os setores da economia brasileira.

Assista a seguir a entrevista na íntegra:

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

3 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo Ferreira braz braz
27/03/2022 18:01

e cada uma em época de política
pelo menos ja sabemos em qual deputado não votar
# pt nunca mais

Douglas Campos Cordeiro
26/03/2022 14:55

Porque esse deputado só agora em ano eleitoral diz que vai destinar verbas? Ao invés de criticar o atual governo, cobra de seus comparsas a destruição e roubalheira que fizeram nesse país. PT nunca mais.

Geraldo Machado
25/03/2022 20:06

PT. Nunca mais jamais. Votarei no PT NUNCA

A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.