Uberlândia recebe aporte de R$ 2,5 milhões para ampliar assistência hospitalar

Valor beneficiará, por exemplo, o custeio de leitos neonatal tanto do Hospital Municipal quanto do Hospital das Clínicas
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação

A Saúde em Uberlândia ganhou reforço na tarde desta segunda-feira (25). Isso porque o Ministério da Saúde (MS) fará um aporte de R$ 2,5 milhões para ampliar a assistência do Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro (HMMDOLC) e do Hospital de Clínicas de Uberlândia da Universidade Federal de Uberlândia por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O repasse dos novos recursos foi anunciado pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, ao prefeito Odelmo Leão durante evento com autoridades regionais realizado no Centro Administrativo Municipal. No encontro, também foi anunciada a doação de duas caminhonetes que auxiliarão as ações e trabalhos no controle de Aedes aegypti em Uberlândia.

Do montante total do novo aporte, R$ 525,6 mil são destinados para a habilitação de 10 leitos de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional (UCINCo) do HMMDOLC. Isso significa, na prática, que serviços já realizados pelo hospital nesta área poderão ser custeados com a nova verba. Por conseqüência, o Município poderá economizar os recursos próprios e aplicá-los em outras ações. Já outros R$ 840,9 mil também são para habilitar 16 leitos de UCINCo no Hospital de Clínicas de Uberlândia.

- Continua depois da publicidade -

Por sua vez, o R$ 1,2 milhão restante do total anunciado será aplicado na habilitação de um serviço de cardiopatia congênita infantil. A utilização do valor ocorrerá conforme definição do gestor do SUS na cidade. “Sem dúvida, são recursos importantes que irão auxiliar a prefeitura a recuperar a Saúde em nossa cidade para o bem da nossa população. Logicamente, o setor é e continua sendo uma das prioridades da nossa gestão, entretanto, diante da crítica situação que ainda enfrentamentos, qualquer ajuda é mais que bem vinda”, pontuou o prefeito Odelmo Leão.

Solicitações

O prefeito aproveitou a reunião de trabalho para solicitar auxílio do MS na resolução de questões locais e entregou documentos que comprovam como elas implicam diretamente na ampliação do atendimento em Saúde na cidade e região. “Temos uma UPA que foi entregue com mais de 20 irregularidades. Elas precisam ser corrigidas para que a estrutura possa ser utilizada com segurança. Herdamos também duas outras UPAs com obras não concluídas. Além disso, temos o Hospital Santa Catarina, que foi fechado e tinha 20 cirurgias cardíacas habilitadas, agora paradas. Portanto, temos que discutir uma maneira de repassar essas habilitações para o Hospital Municipal”, disse.

Média e Alta Complexidade

O aporte de R$ 2,5 milhões que será realizado pelo Ministério para Uberlândia é do tipo Limite Financeiro de Média e Alta Complexidade (Teto Mac), que é um recurso do Governo Federal enviado mensalmente aos estados e municípios para custeio e habilitações da assistência hospitalar no SUS.

“Hoje tive a oportunidade de salientar a Uberlândia que o Ministério da Saúde está à disposição para ajudar naquilo que puder e for necessário para melhorar a saúde na cidade. Sei que o município precisa de cuidados nesta área e quero colaborar com o prefeito Odelmo Leão, que já tem desenvolvido uma gestão pautada neste propósito”, assegurou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

Fonte: Prefeitura de Uberlândia

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -