Patos de Minas 

Traficante é preso com drogas, arma e frascos da vacina da COVID-19

O suspeito alegou que os frascos eram da namorada dele, que faz curso na área da saúde e trabalhou na vacinação.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Polícia Militar prendeu um jovem de 24 anos por suspeita de tráfico de drogas. A prisão aconteceu na noite desta sexta-feira (22/01) na Avenida Marabá, no Bairro Alto do Limoeiro em Patos de Minas. Além de drogas, armas e munições, os militares também apreenderam oito frascos da vacina da COVID-19 vazios.

Segundo informações do aspirante Laio da Polícia Militar, os policiais receberam denúncias de que o rapaz se passava por entregador de lanche para realizar a entrega de drogas em Patos de Minas. Diante das informações, os militares foram até a casa do suspeito e foram atendidos pelo suspeito. Ele ainda tentou correr para o interior da residência, mas foi detido.

Durante buscas na casa, os policiais encontraram buchas de maconha, 10 capsulas de LSD, uma munição calibre .22, 17 munições calibre .38, um revolver calibre .38, balanças e uma muda de cannabis sativa (planta da maconha), além de oito frascos da vacina da COVID-19, sendo quatro da Pfizer e quatro Coronavac.

Questionado pelos policiais, o suspeito alegou que adquiriu os frascos através da própria namorada que cursa técnico em enfermagem e teria trabalhado na vacinação em Patos de Minas.

Diante do flagrante, os policiais entraram em contato com a secretária municipal de saúde de Patos de Minas, Ana Carolina Magalhães Caixeta. Ela informou aos policiais que um procedimento será aberto para apurar detalhes sobre a subtração destes frascos. Ana disse aos policiais que não houve participação dos funcionários da Prefeitura de Patos de Minas e que a estagiária teria subtraído os frascos cheios, já que ela não tem acesso ao descarte dos frascos vazios.

O suspeito foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Patos de Minas, juntamente com o material apreendido. Ele possui passagens por tráfico e uso de drogas.

O jornalismo do Patos Notícias entrou em contato com a Prefeitura de Patos de Minas que respondeu em nota:

Em relação aos frascos de vacina apreendidos em operação policial, a Prefeitura de Patos de Minas esclarece que:

– a Polícia Militar efetuou contato imediato com a secretária de Saúde, que se colocou à disposição para auxiliar na investigação e na apuração dos fatos;

– pelo número dos lotes inscritos nos frascos, é possível obter informações que auxiliam na apuração, como a origem das vacinas e a data próxima em que ficaram disponíveis para aplicação;

– a subtração dos frascos não prejudicou em momento algum a vacinação no município. Acredita-se que eles tenham sido desviados em dias alternados, de modo a dificultar a percepção do furto;

– a polícia já repassou dados iniciais à Secretaria Municipal de Saúde que ajuda no processo interno de apuração interna, já em curso.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.