Secretaria de Estado de Saúde apoia Campanha Maio Amarelo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Durante este mês, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) apoia a campanha Maio Amarelo. Em 2018, a ação tem como tema “Nós somos o trânsito” e é  caracterizada como um movimento internacional em prol da segurança viária, que atua para salvar vidas nas rodovias de todo o mundo.

No Sistema Único de Saúde (SUS), os acidentes de trânsito são responsáveis por uma das principais causas de internação e mortes no país, contribuindo para a diminuição da expectativa de vida da população.

É de fundamental importância identificar os fatores de riscos, promover a adoção de hábitos e estilos de vida saudáveis, mediante a mobilização de diferentes segmentos da sociedade e por intermédio de campanhas publicitárias e de processos educativos permanentes.

“Considerando o impacto econômico dos acidentes, a participação da saúde no trânsito vai além das questões de assistência e reabilitação, uma vez que essa demanda pode ser medida pelos gastos em atendimento, internações, tratamento de saúde e reabilitação”, explica a Coordenadora de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES-MG, Janaína Passos de Paula.

Como estratégia para a campanha, a SES tem fomentado as ações nas Unidades Regionais de Saúde e realizado reuniões integradas com diversos parceiros, como a Secretaria de Educação de Minas Gerais e do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DEER), além da distribuição de materiais gráficos e gelatinas para iluminação de local público. 

“As Unidades Regionais de Saúde (URS) têm programado diversas ações, com envolvimento de vários parceiros. Desde seminários, comandos educativos, palestras, mobilização dos comércios, jogos, passeatas, entre outras ações”, afirma Janaína.

Acidentes em Minas Gerais

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as violências e os acidentes – sejam eles de natureza acidental ou não, são responsáveis por cerca de 9% da mortalidade global. O perfil do adulto jovem, sexo masculino e residente na área urbana tem a maior proporção dos acidentes de transporte terrestre.

Em Minas Gerais, de acordo com os dados do Boletim de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, no período de 2010 a fevereiro de 2018, os homens apresentaram maior percentual de óbitos por acidentes, com 81% e as mulheres com 19%. 

Em números absolutos, em 2010 houve registro de 3.684 óbitos masculinos e 907 femininos por ocorrência de acidente de trânsito; em 2011 o número de ocorrência masculina subiu para 3.953 e o de mulheres caiu para 896; em 2012 o índice óbitos por acidentes de trânsito envolvendo homens caiu para 3.832 e o de mulheres 867; em 2013 os óbitos masculinos ficaram em 3.651 e o de mulheres 823. Já em 2018, foram registrados, até fevereiro, 95 ocorrências de óbitos masculinos e 31 femininos.

Projeto Vida no Trânsito (PVT)

Em 2010, a Organização das Nações Unidas declarou o período de 2011 a 2020 como a Década de Segurança Viária para estimular os países membros a estabilizar ou reduzir as mortes decorrentes de acidentes de trânsito, por meio do desenvolvimento de planos de ação sobre a morbimortalidade por esses agravos.

Em resposta da ONU para a Década de Ações pela Segurança no Trânsito, foi criado no Brasil o Projeto Vida no Trânsito (PVT). Coordenado pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Organização Pan Americana da Saúde (Opas), o projeto é voltado para vigilância e prevenção de lesões e mortes no trânsito e promoção da saúde.

Em Minas Gerais, a gestão do Projeto Vida no Trânsito é da SES, por meio da Coordenação de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis (CVDANT). Em 2016, foi formado o Comitê Intersetorial Estadual do Projeto Vida no Trânsito que desempenha papel consultivo e deliberativo sobre as ações do Projeto Vida no Trânsito no estado, além de ser um meio articulador das atividades de cada instituição envolvida sobre as temáticas trânsito e transporte.  “Em 2018, uma das pautas das reuniões do Comitê foi o alinhamento das ações para a Campanha do Maio Amarelo em Minas Gerais”, diz Janaína.

Ações na CAMG

Em prol da campanha, a SES-MG participará de duas ações de mobilização que acontecerão na Cidade Administrativa nos dias 8 e 16 de maio. Na ocasião, a secretaria distribuirá material informativo e dará orientações sobre o Maio Amarelo.

Para mais informações, acesse www.saude.mg.gov.br/vidanotransito

FONTE: Agência Minas

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS