‘Por causa de foto íntima’ e ciúme doentio, adolescente de 14 anos é morta pelo namorado

Motivação do crime foi apresentada pela Polícia Civil de Minas Gerais que já iniciou o inquérito policial. O suspeito confessou a autoria do crime.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Do lado esquerdo, o suspeito do crime, Weslley Pereira.
Foto: Reprodução (Facebook/Arquivo Pessoal)

Relacionamentos abusivos são uma das causas do feminicídio. Uma adolescente de apenas 14 anos foi morta nesta semana em Pouso Alegre no sul do estado de Minas Gerais.

De acordo com informações do O Estado de Minas/Tv Alterosa, a vítima estava namorando um rapaz de 20 anos, Weslley Pereira Cruz e no último encontro dos dois haveria ocorrido uma discussão por causa de uma foto íntima. O rapaz e a moça teriam ‘ficado’ no interior do carro e o suspeito teria fotografado o momento.

- Continua depois da publicidade -

A moça não gostou desta atuação do companheiro e os dois começaram a discutir, conforme informou o delegado Rodrigo Bartolli da Polícia Civil de Minas Gerais.

Rodrigo Bartolli, delegado da Polícia Civil de Minas Gerais.
Foto: Reprodução (Tv Alterosa/SBT)

A menor, neste instante, teria sido estrangulada até a morte e em seguida o corpo abandonado.

Na tentativa de se ‘livrar do flagrante e criar álibis’ o jovem entrou em contato com a família usando o celular da vítima e disse que ‘o  namorado não estava no local combinado’.

Os parentes, neste momento, iniciaram buscas e contaram com o apoio do próprio suspeito do crime. Ele agiu com frieza e saiu na procura da vítima, que já havia sido morta.

O corpo foi encontrado por um popular que acionou a Polícia Militar. Quando os parentes e o namorado chegaram ao local, os militares desconfiaram, pois ele não demostrava muita emoção. Diante disso, foi procedida uma busca na residência do suspeito, onde foi encontrado o celular da garota, roupas íntimas e uma mochila.

Diante dos fatos, Weslley Pereira confessou a autoria dos crimes e em seguida foi encaminhado para o presídio. Além de responder pelo feminicídio (homicídio, onde a vítima é uma mulher), ele também será indiciado por ocultação de cadáver e fraude processual.

Além da discussão pela foto, o suspeito teria um ciúme doentio. Uma amiga da vítima chegou a dizer em entrevista à TV que ele a proibida de sair com outras pessoas. Essas circunstâncias também serão apuradas nas investigações.

Texto: Lélis F. SouzaCom informações do O Estado de Minas e Tv Alterosa

 

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -