Marido morre e mulher faz festa: ‘Me batia muito’

Segundo a mulher seu esposo o agredia constantemente.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Reprodução

Fonte: Surrealista

Joélia dos Santos Souza, de 47 anos, é mais uma vítima da tragédia de milhares de mulheres brasileiras: a violência doméstica. Ontem, Dia Internacional da Mulher, foi dia de lembrar da luta diária em busca direitos iguais e contra a violência. Histórias como a de Joélia mostram que, apesar de muitas conquistas, ainda falta tanto…

- Continua depois da publicidade -

Seu marido foi atropelado em uma via próximo ao bairro onde moravam, Alto Santo Antônio, em Santo Antônio de Jesus, na Bahia, e acabou morrendo. Em vez de velório, ela fez uma festa e contou a um repórter da Voz da Bahia o motivo: “Quando ele era vivo, me batia muito. Eu comprei uma caixa de cerveja, coloquei som alto e fiz uma festa na minha casa”, disse.

“Está feliz hoje?”, pergunta o repórter. “Eu tô, não apanho mais dele”, respondeu Joélia, que diz ter filhos e netos para cuidar. Abaixo, o vídeo com seu depoimento. E que sua vida seja mais doce, sem que precise ganhar caixas de bombom no dia 8 de março para isso:

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -