Justiça determina que Patos de Minas contrate novo serviço de hemodiálise

Atualmente atendimento é prestado pelo Hospital São Lucas.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
hemodiálise
Foto: Pillar Pedreira/Agência Senado

Uma decisão judicial, publicada na quinta-feira (25), determinou que o Município de Patos de Minas, realize em um prazo de 15 dias, a contratação de urgência de uma nova clínica para atendimento a portadores de problemas renais. Atualmente este atendimento é realizado no Hospital São Lucas. Ainda segundo a decisão, a União, será responsável por disponibilizar recursos para custear que a transferência seja realizada.

A Redação do Clube Notícia conversou com o advogado da Associação dos Renais Crônicos do Alto Paranaíba, Dr Elias Henrique Pereira Cota, responsável por entrar com essa ação judicial.

Segundo Dr Elias, o atendimento de hemodiálise em Patos de Minas, é um problema que acomete o município alguns anos.

“Atualmente é prestado pelo hospital São Lucas, que não tem nem alvará sanitário. A situação é bem grave, por falta de insumos e de EPIs, e os pacientes estão sofrendo, principalmente agora com a pandemia, estão com medo”, Relatou.

O advogado conta que o que motivou a Associação dos Renais Crônicos do Alto Paranaíba, entrar com essa ação, é a busca por um tratamento mais humano e de qualidade.

A decisão judicial deixa para o município o direito de escolha da clínica que prestará o serviço, desde que esteja apta para prestar o atendimento com qualidade e apresente alvará sanitário vigente.

Segundo Dr Elias, a “Clínica do Rim” teria manifestado interesse em prestar o serviço, inclusive seguindo o mesmo valor da tabela do SUS.
Em outras situações, a clínica do Rim, não havia conseguido habilitação para prestar serviço ao SUS, com a alegação de não possuir leitos de retaguarda.

O advogado explica que esse atendimento poderá ser realizado no Hospital Regional Antonio Dias. Segundo ele essa decisão, inclusive foi reforçada, durante a visita do Presidente da Fhemig a Patos de Minas essa semana.

“Os pacientes renais crônicos, que fazem serviço hoje no Hospital São Lucas, e  quando for cumprida a decisão passará a realizar tratamento na Clínica do Rim, ou em outra clínica apta. Eles estão cadastrados no SUS Fácil, todo paciente que está no SUS Fácil, tem portas abertas no Regional.  Será o Regional que irá receber essas intercorrências de eventual agravamento durante o tratamento”, Explicou o advogado.

A decisão foi publicada nessa quinta-feira (25), porém, o município terá 15 dias após o recebimento da intimação, que até o fim da tarde desta sexta-feira (26), ainda não havia sido recebida.

A decisão na íntegra você confere clicando aqui!

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.