Israel aprova construção de mais mil casas em assentamentos na Cisjordânia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

As autoridades de Israel aprovaram a construção de mais de mil casas em assentamentos no território palestino ocupado da Cisjordânia, informou nesta quinta-feira a ONG israelense Paz Agora.

O Alto Comitê de Planejamento da Administração Civil (que pertence ao organismo militar israelense que administra a ocupação dos territórios palestinos) aprovou um total de 1.122 casas em 20 colônias e esta manhã publicou um edital público para a construção de outras 651 unidades, informou a organização em comunicado.

Mais da metade das casas aprovadas pertencem a assentamentos fora dos principais blocos de colônias, que em vários processos de paz se acordou que ficariam dentro das fronteiras de Israel através de trocas de território com os palestinos.

Israel poderia aprovar novas construções em breve, pois o ministro da Defesa, Avigdor Lieberman, anunciou que seriam aprovadas 2.490, entre as quais estariam incluídas as que receberam ontem sinal verde.

“O governo está tentando destruir a possibilidade de uma solução de dois estados e as perspectivas de paz ao construir mais e mais nos assentamentos. Essa agenda é contrária ao interesse nacional de Israel e aos interesses de qualquer um que busque um futuro pacífico para a região”, afirmou a Paz Agora.

Israel considera legítimo construir nos assentamentos em território ocupado quando se trate de terras públicas e não privadas, mas as colônias são ilegais para a legislação internacional, e a comunidade internacional vê nelas e na sua ampliação um dos principais obstáculos para um acordo de paz entre palestinos e israelenses.

*É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados

Edição:

Fonte: Agência Brasil

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Comments System WIDGET PACK

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade é integral do autor de cada comentário. Comentários ofensivos podem ser removidos sem autorização prévia. Ao comentar, você concorda com a Polícia de Privacidade e Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.