Homem furta a loja da mãe, vai para o motel e mulher leva o dinheiro

Sem dinheiro para pagar a conta, ele foi preso e conduzido para a delegacia em Patos de Minas.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um homem de 46 anos foi preso depois de furtar a loja da própria mãe em Patos de Minas. De acordo com informações da Polícia Militar, os fatos ocorreram na manhã da última quinta-feira (30/08) no Bairro Brasil.

A vítima relatou que o filho abandonou o pai, que é acamado, no dia anterior (29) e não retornou mais para a casa. No dia seguinte, ele teria ido até o estabelecimento onde subtraiu cerca de 800,00 reais em dinheiro.

- Continua depois da publicidade -

Os militares iniciaram dirigências e receberam a informação de que um indivíduo estaria em um motel localizado na Avenida Rodrigo Castilho de Avelar e se recusava a pagar as despesas. As guarnições compareceram no local e constataram que esse “cliente” era o suspeito de furtar a loja no Bairro Brasil.

Questionado o homem relatou que estava na companhia de uma mulher e que os dois tinham consumido energéticos e algumas cervejas. Quando chegaram, ele pagou a estádia e ficou devendo o valor dos produtos.  O suspeito disse ainda que a moça teria furtado cerca de 120,00 reais e o deixou sozinho no local.

Sem dinheiro para pagar o restante da conta, os funcionários fizeram o acionamento da PM. O homem de 46 anos foi preso e conduzido até a delegacia, onde teve que prestar esclarecimentos pelo furto da loja da mãe, e ainda pelo episódio no motel. Questionado sobre o valor subtraído ele declarou que pegou “280,00 reais” da mãe e que o valor mencionado por ela “800,00 reais” era um exagero.

A suspeita do motel ainda não foi identificada pela polícia. A versão do homem também será apurada em investigação para determinar se o segundo furto realmente aconteceu.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -