Da amizade a denúncia: Hudson e Vitor apresentam versões

Educador físico pretende apresentar denúncia no Ministério Público e na Câmara Municipal. Vitor Porto nega a acusação e diz que não houve promessa.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Hudson e Vitor Porto
Hudson Wiris e Vitor Porto, respectivamente
Foto: Arquivos Pessoais

Vitor Porto (CIDADANIA) pode ser o terceiro vereador alvo de uma denúncia pública em Patos de Minas neste ano de 2021. O educador físico, Hudson Wiris, expôs uma suposta promessa eleitoral não cumprida.

O parlamentar nega que tenha havido promessa e alega que o cargo era uma possibilidade mas através do mérito do próprio Hudson.

Denunciante e denunciado concederam entrevista ao Patos Notícias. Você confere, na sequência, a versão de Hudson e de Vitor.

O que diz Hudson Wiris?

O denunciante, Hudson Wiris, foi entrevistado pelo jornalista Lélis Félix neste domingo (28/11). Ele relatou que conheceu Vitor Porto antes da campanha eleitoral de 2018. Ambos conviveram na Praça Céu, projeto social situado no bairro Alto da Colina.

Hudson narrou que Vitor compartilhou o sonho de entrar para a vida política. Em 2016, ele concorreu para vereador e obteve 1.023 votos, não sendo eleito. Naquela época, ele teria sinalizado para Hudson a intenção de se candidatar em 2018 para deputado estadual.

Neste mesmo contexto, Hudson teria dito para Vitor que também tinha um sonho, se tornar educador físico. Diante disso, Vitor teria feito o compromisso de ajudá-lo em troca de apoio no pleito.

O educador físico também afirmou que Vitor Porto teria prometido um cargo de assessor, na Assembleia Legislativa, caso fosse eleito. Diante disso, ele teria trabalhado na campanha, mas Vitor não conquistou a vaga, obtendo 5.927 votos.

Na campanha de 2020, Hudson narrou que novamente foi procurado por Vitor Porto para trabalhar como cabo-eleitoral. Desta vez, a promessa seria o cargo de diretor da Praça Céu. Vitor teria dito que viabilizaria a nomeação caso fosse eleito. Com 1.076 votos, ele conquistou uma cadeira no legislativo municipal, contudo Hudson não teve o sonhado cargo.

Ainda na entrevista, o educador físico detalhou que Vitor Porto chegou a tentar uma articulação junto ao prefeito para conseguir a colocação, mas não teve sucesso. Diante disso, ele resolveu tornar a situação pública e disse que espera por Justiça.

Segundo Hudson, os advogados preparam a denúncia que pode ser apresentada ainda nesta semana na Câmara Municipal e no Ministério Público.

Assista a entrevista:

O que diz Vitor Porto?

O vereador Vitor Porto (CIDADANIA) também concedeu entrevista ao Patos Notícias neste domingo (28/11). Ele alegou que conheceu Hudson em 2017 quando ocupava o cargo de coordenador da Praça Céu.

Conforme relato de Vitor, Hudson teria sido enviado para cumprir uma pena socioeducativa e que ele foi admitido no projeto social. A partir daí, ambos teriam construído uma amizade, tendo Hudson passado a frequentar a casa de Vitor.

Durante o convívio, Vitor confirmou que dividiu com Hudson o sonho de se tornar político. A partir daí também descobriu a pretensão do “amigo” em se tornar treinador de futebol e de trabalhar na Praça Céu.

Questionado sobre a campanha de 2018, Vitor afirmou que não houve promessa de cargo de assessor parlamentar, na Assembleia Legislativa, e que essa não seria a pretensão de Hudson, já que ele tinha a intenção de atuar exclusivamente na área esportiva.

Quanto a campanha de 2020, objeto da denúncia, o vereador negou qualquer tipo de promessa. Ele confirmou que Hudson trabalhou como cabo-eleitoral, mas que o serviço foi mediante contrato e pagamento. Sobre a indicação para a diretoria da Praça Céu informou que havia a possibilidade, mas através do próprio mérito de Hudson.

Vitor ressaltou que chegou a apresentar Hudson ao prefeito como candidato para a vaga, mas ele não atendeu a um dos requisitos, possuir diploma de ensino superior. Ele teria feito o curso na FPM, mas estaria com pendências em disciplinas.

Assista a entrevista:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.