Como anda o cenário atual do país frente ao coronavírus?

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Reprodução

Faz pouco mais de um ano que o mundo passou a conhecer o novo coronavírus, responsável pela disseminação da pandemia de COVID-19.

A COVID-19 é uma síndrome respiratória capaz de trazer grandes sequelas para quem a contrai, ou até levar o paciente ao óbito.

Seu avanço ao redor do planeta ocorreu de forma extremamente rápida e assustadora, principalmente por fatores que são relacionados à vida humana e ao estilo de vida que levamos atualmente.

É interessante ressaltarmos que este é um tema que anda em forte evidência nos últimos meses, portanto, este texto pode representar uma maneira de como fazer um texto crítico por exemplo, que exponha uma visão pautada em fatos.

Logo, se você está na fase de prestar vestibular, ou é um universitário, fique atento na linha argumentativa e na maneira de se realizar um texto crítico dissertativo, pois a ideia do presente artigo é, a partir deste tema, conseguir trazer uma reflexão para quem o lê.

Medidas de contenção da pandemia

Foto: Reprodução

Atualmente, estamos em um ponto de declínio da pandemia devido à avanços científicos que possibilitam a produção de vacinas, busca de insumos, realização de pesquisas e por fim a vacinação em massa da população.

Enquanto o que se vê ao redor do planeta é a maior parte dos países que levaram a pandemia à sério estarem se livrando das infecções por COVID-19, o que vemos no Brasil é um quadro justamente oposto.

Apesar de a vacinação estar sendo estimulada por pesquisadores, governadores, universidades e órgãos públicos de pesquisa, o que se observa no âmbito governamental federal é o completo escândalo, representado pela necessidade de instauração de uma CPI da COVID-19.

Enquanto os Estados Unidos e diversos países da Europa estão praticamente se livrando da pandemia, as esferas nacionais que se relacionam ao governo federal estão banhadas em polêmicas e escândalos que remetem à compra de vacinas para a população.

Ainda, cientistas, médicos e pesquisadores de todo o mundo defendem fortes medidas de contenção perante a pandemia, como por exemplo:

  1. Isolamento e distanciamento social
  2. Utilização de máscaras em locais públicos
  3. Redução em atividades comerciais
  4. Uso de álcool em gel
  5. Atenção à higiene pessoal
  6. Vacinação e tratamento dos doentes

Contudo, o que se observou no país durante todo o período de pandemia até o presente momento são táticas de desinformação e desencorajamento perante às medidas de contenção.

O que vimos foram festas clandestinas ocorrendo enquanto havia recordes de mortes diárias sendo quebrados no país, passeatas a favor ou contra determinadas ideologias políticas, descrença em autoridades sanitárias e desrespeito às medidas de contenção à pandemia.

Logo, não é de se estranhar que enquanto diversos países estejam superando este momento, os brasileiros ainda torcem e aguardam ansiosamente pela passagem da pandemia.

Discussão

Foto: Reprodução

Independente de uma orientação político-partidária, é possível se observar que a pandemia de COVID-19, no país, deixou de ser simplesmente uma urgência sanitária para se tornar também um embate ideológico entre pessoas de diferentes orientações políticas.

Isso se deve basicamente à administração pública do governo federal realizada durante a pandemia, que de acordo com censos realizados, para mais da metade dos brasileiros esta administração é ineficaz.

Grande exemplo disso é visto nos depoimentos de representantes da Pfizer relatando a falta de retorno do governo brasileiro frente às propostas realizadas pela empresa durante a pandemia, na CPI da COVID.

Ainda, médicos e pesquisadores relataram a insistência do governo em métodos farmacêuticos não comprovados enquanto a ciência mostrava outras formas de se lidar com o problema atual.

Pensando nisso, em um grande contraste com países desenvolvidos, aqui vive-se um embate ideológico juntamente das pressões impostas pela pandemia, tornando o Brasil especialmente sensível à este momento, sobretudo em áreas de extrema carência e necessidade.

Conclusão

O intuito do presente artigo não é o de realizar críticas, tampouco o de defender questões partidárias, políticas ou ideológicas.

Mas sim, o de trazer luz a um tema que é extremamente pertinente nos dias de hoje, quando falamos de notícias e até possíveis temas de pesquisa e de redações em vestibulares.

Portanto, a ideia é que ele sirva como um guia para a argumentação e instrução para um debate, sobretudo relacionado com o momento atual em que vivemos no país.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.