Bebê e duas mulheres ficam feridas após ambulância avançar parada obrigatória

Motorista disse que não viu a placa, pois havia um carro-forte obstruindo a visualização. As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e SAMU.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Reprodução (Rede Social/WhatsApp)

Três pessoas ficaram feridas após uma ambulância avançar a parada obrigatória no cruzamento da Rua Ceará com a Rua Barão do Rio Branco, no Bairro Lagoa Grande, em Patos de Minas.

O acidente aconteceu no final da tarde da última segunda-feira (28) e mobilizou o Corpo de Bombeiros, SAMU e Polícia Militar. De acordo com informações apuradas pelo Triângulo Notícias, o condutor da ambulância relatou que seguia pela Rua Ceará quando não percebeu a placa de parada, devido a falta de visibilidade causada por um carro-forte estacionado, e adentrou no cruzamento. Neste instante, o veículo atingiu uma motociclista de 42 anos.

- Continua depois da publicidade -

Na continuidade, uma mãe que carregava seu bebê em um carrinho, foi atingida. A mulher de 36 anos sofreu escoriações, assim como a criança de 1 ano de idade.

A motociclista reclamava de dores nos membros superior e inferiores. Todas as vítimas foram socorridas no local e em seguida encaminhadas para o Pronto Socorro do Hospital Regional Antônio Dias (HRAD) e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

O condutor da ambulância não sofreu ferimentos. A Polícia Militar registrou ocorrência e orientou os funcionários da empresa de valores. Questionados, eles disseram que estavam estacionados estrategicamente no local por questões de segurança e que não perceberam a obstrução da visibilidade da placa.

Todos os veículos foram liberados, já que o licenciamento e as respectivas carteiras de habilitação, estavam regulares.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -