Auxílio Emergencial: Passo a passo para baixar app e solicitar

Preparamos um tutorial simples para você baixar o aplicativo e solicitar o auxílio do governo federal.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Auxílio Emergencial
Foto: Divulgação (Governo Federal)

O governo brasileiro e a Caixa Econômica Federal disponibilizaram nesta terça-feira, 07 de abril, o aplicativo para solicitar o auxílio emergencial, apelidado de coronavoucher.

Quem tem direito?

Os requisitos para receber o auxílio emergencial são os seguintes:

- Continua depois da publicidade -
  • Ter mais de 18 anos;
  • Não ter emprego formal;
  • Não receber benefício previdenciário, assistencial, seguro-desemprego ou participar de programa de transferência de renda federal;
  • Ter renda por pessoa de até R$ 522,50 ou familiar total de até R$ 3.135,00;
  • Não receber rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.599,70;
  • Exercer atividades na condição de Micro Empreendedor Individual (MEI), Contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social ou ser Trabalhador Informal.

Quanto vou receber?

  • No geral, três parcelas de 600,00 reais;
  • Mulheres, chefes de família, receberão 1.200,00 reais, por três meses.

Passo a passo, de como baixar

Agora, vou lhe ensinar a como fazer o download do aplicativo oficial, ou seja,  como baixar o app em seu celular. Atenção é preciso que você esteja conectado a internet através da rede móvel (3G ou 4G) ou então pelo wi-fi.

  1. Entre na sua loja de aplicativos. No caso do Android, a Play Store, e no caso da Apple (iphone), a App Store. Pesquise por “CAIXA Auxílio Emergencial”, ou então, utilize os seguintes links:

Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio&hl=pt_BR

IOS: https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331

2. Inicie o aplicativo. Vá até o menu de seu smartphone (celular) e clique no ícone do aplicativo.

Fazer o cadastro e solicitar o auxílio emergencial

Quem pode receber o auxílio emergencial

1. Leia atentamente o termo e marque as caixas “Declaro que li e tenho ciência que me enquadro em todas as condições acima” e “Autorizo o acesso e uso dos meus dados para validar as informações acima”.

Dados para solicitar auxílio emergencial

2. Preencha os seguintes campos: Nome Completo, CPF, Data de Nascimento e Nome da Mãe. Clique em “não sou um robô” (em alguns casos será necessário fazer um desafio simples) e por fim clique em “continuar”.

celular auxílio emergencial

3. Insira o número de seu celular e selecione sua respectiva operadora [caso não encontre a sua, clique aqui]. Um código será enviado via mensagem de texto (SMS/Torpedo).

4. Digite o código que você recebeu em seu celular.

Composição Familiar Auxílio Emergencial

5. Informe a quantidade de membros da sua família, que moram com você, e que possuam CPF.

Conta Bancária para receber o auxílio emergencial

6. Agora você tem duas opções: receber em sua conta bancária (conta corrente ou poupança), sem qualquer tarifa, ou criar/abrir uma conta poupança digital gratuitamente.

A: Se você escolher receber em sua conta já existente, será necessário escolher o banco e o tipo (poupança ou corrente) e inserir o número da agência e da conta.

Poupança Social Digital

B. Agora se você optar por abrir a poupança social digital, será necessário inserir dados do RG ou de sua CNH.

7. Depois deste passos, basta confirmar as informações e solicitar seu auxílio emergencial.

Como saber se o benefício foi concedido?

Você pode acompanhar sua solicitação pelo aplicativo. Siga o passo a passo:

  1. Na tela inicial do app, clique em “acompanhe sua solicitação”;
  2. Insira seu cpf, clique em “não sou um robô” e depois em “continuar”;
  3. Digite o código de verificação, que você recebeu por SMS;
  4. Pronto, verifique o status de seu pedido

Acompanhar solicitação do auxílio emergencial

Normalmente leva 24 horas para os dados serem validados. Desta forma, recomendados que faça o pedido e verifique o status no dia seguinte.

Minha operadora não aparece no aplicativo?

Muitas pessoas estão dizendo que não encontraram sua operadora na lista do aplicativo do Auxílio Emergencial. Em Minas Gerais, por exemplo, há reclamações dos clientes da “Algar Telecom”, antiga “CTBC”.

Você pode tentar selecionar uma operadora aleatória. Por exemplo, seu número é da “Algar”, e você seleciona “Claro”. Espere o SMS, pode demorar alguns minutos.

Você ainda pode utilizar o celular de amigos e familiares. Por exemplo, sua operadora não está listada no aplicativo, mas a operadora de sua mãe, está. Use o número dela para receber o código.

O setor técnico da Caixa Econômica Federal já foi notificado sobre esse problema e deverá incluir novas operadoras em breve.

Para voltar ao tutorial, de como solicitar o auxílio emergencial, clique aqui…

O aplicativo do Auxílio Emergencial está fora do ar?

Não está conseguindo acessar o aplicativo do auxílio emergencial? Calma, todo serviço na internet está sujeito a instabilidade, sobretudo, quando tem muitas pessoas acessando ao mesmo tempo.

Caso não consiga fazer sua solicitação, aguarde algumas horas e tente novamente. Uma dica é tentar fazer seu pedido durante a madrugada, como são poucas as pessoas acordadas, o sistema fica mais rápido.

Vídeo: Especialista esclarece dúvidas

Auxílio Emergencial: Especialista esclarece dúvidas

O Triângulo Notícias entrevista a advogada previdenciária e trabalhista, Carolina Centeno. Ela esclarece as dúvidas sobre o Auxílio Emergencial do Governo Federal. Mande suas perguntas pelos comentários.#Live #AuxilioEmergencial #TN #AoVivo #CoronavirusAcompanhe a entrevista nas redes sociais@arraesecenteno@adv.carolina http://www.arraesecenteno.com.br

Posted by Triângulo Notícias on Tuesday, 7 April 2020

E aí, gostou do conteúdo?

Preparamos esse tutorial para lhe ajudar neste momento de incertezas. Se gostou do conteúdo, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.

Conte sempre com o Triângulo Notícias. Estamos ao seu lado.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -