Antônio Andrade diz que é inocente e nega ter recebido vantagem indevida; confira o comunicado

Comunicado foi enviado a redação do Triângulo Notícias na tarde deste domingo.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação

A assessoria de imprensa do vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade (MDB), enviou na tarde deste domingo (11/11) um comunicado relativo a prisão ocorrida na última sexta-feira (09/11). 

Antônio Andrade foi preso juntamente com outros políticos e empresários pela Polícia Federal que apura um suposto esquema de corrupção no Ministério da Agricultura durante o mandato da ex-presidente Dilma Rousseff.

- Continua depois da publicidade -

Leia a seguir o comunicado na íntegra:

O vice-governador de Minas Gerais Antônio Andrade (MDB), surpreendido com a decretação de sua prisão provisória por 5 dias, esclarece aos mineiros que prestou depoimento e não usou do seu direito de permanecer em silêncio. Ao contrário, fez questão de responder todas as perguntas, prestar as informações solicitadas colaborando com a Justiça para o esclarecimento dos fatos.

Reafirma a sua inocência e declara não ter realizado, quando esteve à frente do Ministério da Agricultura, nenhum ato em benefício do Grupo JBS ou mesmo ter recebido qualquer vantagem indevida, e que renunciou ao seu sigilo bancário e fiscal disponibilizando à Justiça suas declarações de bens e de seus familiares.

Acrescenta que os atos e as prestações de contas de suas campanhas foram feitas em conformidade com a legislação em vigor e devidamente aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Esclarece que não é verdade que tenha sido indicado para os cargos de Ministro e de vice-governador por força de quaisquer interesses escusos, mas sim porque possui 30 anos de vida pública, com um passado limpo e uma história de dedicação na busca do bem comum.

Por fim, agradece a todas as manifestações de apoio e solidariedade recebidas registrando sua confiança no Poder Judiciário.

A redação do Triângulo Notícias continua acompanhando os desdobramentos deste caso.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -