Adolescentes de 14 e de 17 anos são suspeitos de homicídio no Quebec

Os menores foram apreendidos em uma ação rápida da Polícia Militar. A motivação seria uma retaliação por um suposto assédio praticado pela vítima.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
A arma utilizada no crime foi apreendida pela Polícia Militar

A Polícia Militar de Patos de Minas agiu rápido e apreendeu os suspeitos de terem participado do homicídio que vitimou um homem de 33 anos no bairro Jardim Quebec na tarde deste sábado, 24 de outubro.

Segundo informações da corporação, uma menina de 14 anos e um rapaz de 17 anos, foram encontrados em meio a um matagal nas margens do Rio Paranaíba, região ao fundo do bairro Jardim Quebec.

O revólver, calibre .38, estava na cintura da adolescente. O comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-Coronel Marcos Vinícius, disse que a menor teria relatado que havia comprado a arma por R$ 3 mil. O dinheiro teria sido conquistado através de roubos. Ainda segundo o PM, ela teria confessado ter efetuado o disparo.

A motivação do crime, de acordo com a ocorrência, seria uma retaliação pelo fato de, supostamente, o homem de 33 anos (vítima) ter a assediado a menor. O caso será investigado pela Polícia Civil de Patos de Minas.

O CRIME

Patos de Minas – Um homicídio foi registrado no bairro Jardim Quebec no início da tarde deste sábado (24/10).

Segundo informações, o rapaz foi atingido por disparos de arma de fogo na rua 11. O SAMU compareceu ao local, contudo a vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. Um dos projeteis atingiu as costas e saiu pelo peito, já outros dois atingiram o braço.

Testemunhas relataram que Elton Rocha de 33 anos, vulgo ET, estava em casa momento que uma mulher chamou no portão. Quando ele atendeu foi surpreendido por duas pessoas, sendo que uma delas efetuou disparos de arma de fogo.

A perícia técnica da Polícia Civil compareceu ao local e procedeu com os trabalhos de praxe.

A mãe do rapaz acabou passando mal e teve que ser socorrida pelo SAMU até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS