41 pessoas morreram em razão das chuvas em MG

Dados foram divulgados pela Defesa Civil na noite deste sábado.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Tragédia!
Foto: Divulgação (Corpo de Bombeiros/MG)

O número de mortes em razão das chuvas em Minas Gerais subiu para 41, sendo que 30 foram na sexta (24) e sábado (25), e os demais 11 óbitos entre outubro e 23 de janeiro. O número foi atualizado pela Defesa Civil no início da noite deste sábado. Além dos óbitos, há 17 pessoas desparecidas, o que pode elevar as perdas.

2620 pessoas estão desalojadas e 911 estão desabrigadas. A Defesa Civil também informou que sete pessoas ficaram feridas em decorrência de deslizamentos e alagamentos.

Os temporais castigaram, até o momento, 36 municípios do estado, atingindo 3.375 pessoas. Conforme o último balanço das autoridades estaduais, sete pessoas ficaram feridas, 2.554 estão desalojadas e 751 desabrigados.

De acordo com a Defesa Civil, há risco grande de deslizamento em nove cidades da região metropolitana de Belo Horizonte: Sabará, Rio Acima, Brumadinho, Contagem, Nova Lima, Betim, Ribeirão das Neves e Ibirité, além da própria capital. Em Belo Horizonte, somente ontem (24) foram registradas 72 ocorrências desse tipo.

Entre a quinta e a sexta-feira, o volume foi o maior registrado desde que teve início o monitoramento, no ano de 1910.

A previsão é que a intensidade das chuvas reduza-se amanhã (26). A Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar continuam trabalhando no atendimento de ocorrências tanto de risco geológico (como deslizamentos e soterramentos) quanto de risco hidrológico (como alagamentos e inundações).

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.