Zema veta aumento acima dos 10,06% para servidores estaduais

Deputados estaduais articulam para derrubar veto e conceder reajuste diferenciado para servidores da Segurança, Saúde e Educação.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Romeu Zema (NOVO) - Governador de Minas Gerais
Romeu Zema (NOVO) foi eleito em 2018 e disputará a reeleição em outubro de 2022
Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

Romeu Zema (NOVO), governador de Minas Gerais, vetou o aumento de salário acima dos 10,06% para os servidores da segurança pública, da saúde e da educação. A extensão do auxílio-fardamento também foi vetada. A decisão foi tomada na última segunda-feira (04/04).

O executivo estadual enviou um projeto para a Assembleia Legislativa com recomposição de 10,06% para todos os servidores, no geral, contudo os deputados aprovaram duas emendas. Uma delas concede um aumento de 24% para a segurança pública e saúde e 33,24% para a educação. Já a outra, estende o auxílio-fardamento para servidores da segurança pública, inativos e pensionistas.

Em resumo: Romeu Zema sancionou um aumento de 10,06% para todos os servidores públicos estaduais de Minas Gerais.

Zema justificou o veto ao aumento acima dos 10,06%, alegando que os deputados estaduais não indicaram a fonte de custeio, ou seja, de onde o estado retiraria dinheiro para quitar a folha de pagamento.

Irresponsabilidade na gestão de pessoal pode precarizar e inviabilizar a prestação de serviços públicos e agravar ainda mais a sustentabilidade fiscal do Estado, que já se encontra em sérias dificuldades.

Deputados podem derrubar veto

A decisão de Romeu Zema de vetar o reajuste de 24% para a segurança pública e de 33,24% para a educação será novamente analisada pelos deputados estaduais da Assembleia Legislativa. Existe a possibilidade do veto ser derrubado através de votação em plenário.

Por ser ano eleitoral, o prazo para se conceder reajustes salariais termina nesta terça-feira, 5 de abril. Uma reunião ordinária da Assembleia Legislativa está marcada para 14h e a expectativa é que o veto seja votado.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

3 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Débora Brant
05/04/2022 12:03

As pessoas confundem REAJUSTE SALARIAL com aumento salárial. Inclusive a matéria.

Elison Carneiro
05/04/2022 09:33

Pois ele não tem o meu voto. Já que ele é o certinho, pq ele não cumpre a Lei do Piso Salarial dos Professores??? Não vem falar que não tem verba, pois foi provado por A+B que tem, ele é quem só ver o lado dos seus colegas empresários, dando isenção fiscal em muitas áreas. Um governo que só pensa em privatização da Copasa, Cemig, Educação, o que mais podemos esperar???

Luisinho Amarante
05/04/2022 07:42

Tem meu voto Zema. Porque foi justo. Não se pode beneficiar somente uma ou outra classe em detrimento das demais, ninguém é melhor do que ninguém. Se a segurança pública se acha melhor que peçam aumento pra todos, não só para eles.

A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.