Zema fala em medidas restritivas para evitar colapso na saúde

"Este período de agora até o pico da pandemia que está estimado para meados de julho vai ser o momento crítico" disse o governador.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Romeu Zema, governador de Minas Gerais, disse nesta segunda-feira (08/06) em entrevista exclusiva ao Triângulo Notícias que existe a possibilidade do estado adotar medidas restritivas caso a curva de casos de COVID-19 continuar em crescimento. Segundo ele, a medida seria para evitar um colapso no sistema de saúde.

Nós não descartamos que em uma semana, em dez dias, em quinze, nós tenhamos de adotar algumas medidas restritivas devido ao crescimento desta curva. Porque a última coisa que nós queremos é que nosso sistema de saúde venha a entrar em colapso.

- Continua depois da publicidade -

Romeu Zema destacou que o governo está ampliando os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Minas Gerais. Também informou que nesta semana chegarão 120 novos respiradores que serão destinados para municípios que estão com maior demanda. 100 destes equipamentos serão fornecidos pelo Ministério da Saúde e os outros vinte foram adquiridos pelo governo estadual.

Este período de agora até o pico da pandemia que está estimado para meados de julho vai ser o momento crítico que o estado vai viver com relação a pandemia. E daí, meu pedido, a todo mineiro que fique em casa aqueles que podem, e aqueles que saírem, saiam com máscara, que cumpram as medidas de distanciamento mínimo e também de higienização. Nós estamos lidando com um inimigo invisível e imprevisível.

Assista a entrevista completa neste link.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -