Polêmica! 

Votação da proibição dos fogos de artifício é adiada em Patos de Minas

Mauri da JL (MDB) pediu o adiamento.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
José Eustáquio de Faria Junior, autor do projeto
Foto: Lélis Félix (Patos Notícias)

O projeto de lei nº 5206/2021 que estabelece a proibição do uso e da comercialização de fogos de artifícios que causem barulho foi discutido na sessão ordinária desta quinta-feira (14), porém não foi votado em 2º turno. O vereador Mauri da JL (MDB), pediu o adiamento da votação para uma melhor análise da proposta.

De autoria de José Eustáquio de Faria Junior (PODEMOS), o projeto estabelece multa de R$ 43,33 para pessoas física e de R$ 129,90 para empresas em caso de descumprimento.

Com o adiamento, a previsão é que o projeto de lei retorne a pauta na próxima reunião ordinária marcada para 28 de outubro.

O vereador José Eustáquio exibiu um vídeo mostrando o transtorno causado aos animais e aos autistas. Ele pediu ao técnico de som que deixasse o volume no máxima para simular o estresse causado pelo barulho. Depois da exibição, alguns vereadores como José Luiz (PODEMOS) e Mauri da JL (MDB) reclamaram da atitude do colega.

APROVADO EM 1º TURNO

O projeto foi aprovado em primeiro turno na sessão de 2 de setembro. Naquela oportunidade foram 13 votos favoráveis. Mauri da JL (MDB) e Carlito (DEM) votaram contra. 

Também foi votada e aprovada, em 1º turno, por 14 votos, uma emenda modificativa de autoria do vereador Mauri da JL (MDB). Esta emenda determina que os estabelecimentos comerciais terão o prazo de dois anos para venderem os fogos em estoque. José Eustáquio de Faria Junior votou contrário a emenda.

PRECISA DE MAIS UMA VOTAÇÃO

Para um projeto virar lei é necessário a aprovação em segundo turno e a sanção do prefeito municipal, Luís Eduardo Falcão (PODEMOS).

Confira a íntegra do projeto:

Proíbe a comercialização e a utilização de fogos de artifício com estampido no Município de Patos de Minas.

Art. 1º Fica proibida, no âmbito do Município de Patos de Minas, a comercialização e a utilização de fogos de artifício que causem poluição sonora, com estouros e estampidos.

Parágrafo único. Os estabelecimentos comerciais terão o prazo de 6 (seis) meses para fazerem a venda dos fogos de artifícios com estouros e estampidos adquiridos antes da entrada em vigor desta Lei.

Art. 2º O descumprimento desta Lei sujeitará o infrator às seguintes sanções:

I – pessoas físicas: multa de 10 UFPMs; (R$ 43,33)

II – pessoas jurídicas: multa de 30 UFPMs. (R$ 129,90)

Parágrafo único. Em caso de reincidência, as multas previstas neste artigo serão aplicadas em dobro, e, em se tratando de pessoa jurídica, a reincidência poderá ensejar a interdição das atividades.

Art. 3º A fiscalização de que trata esta Lei será realizada pela Secretaria designada pela Prefeitura Municipal de Patos de Minas.

Confira a íntegra da emenda modificadora:

Altera a redação do parágrafo único do art. 1º do Projeto de Lei n.º 5206/2021.

Art. 1º  O parágrafo único do art. 1º do Projeto de Lei n.º 5206/2021 passa a ter a seguinte redação:

“Art. 6º ……………………..………………..

Parágrafo único. Os estabelecimentos comerciais terão o prazo de 2 (dois) anos para fazerem a venda dos fogos de artifícios com estouros e estampidos adquiridos antes da entrada em vigor desta Lei.”

Art. 2º  Esta emenda entra em vigor na data de sua aprovação.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.