Você não sabe o quanto eu caminhei pra chegar até aqui…

O esforço para a conquista dos sonhos é o tema da coluna desta semana de Andressa Arielly.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Aquele ditado que diz “você vê as cachaças que eu tomo, mas não vê os tombos que eu levo” pode ser parafraseando “você vê o resultado que eu tenho, mas não vê as madrugadas que passei sem dormir”. O sucesso tem um preço, e nem sempre estamos afim de arcar com ele, mas queremos o resultado final.  E se não alcançamos, nos sentimos frustrados, incapazes, desmotivados.

Mas o que de fato nós fizemos para nos achar merecedores do Sucesso que não temos? Essa pergunta deve permear nossa reflexão. A verdade é que na maioria das vezes não pagamos o preço, não estudamos o suficiente, não buscamos contatos, não enviamos o e-mail no dia certo, não buscamos aperfeiçoamento contínuo, não abandonamos a novela das nove. Mas mesmo assim queremos o prestígio, queremos o reconhecimento, queremos a promoção.

- Continua depois da publicidade -

Percebemos isso em pessoas de diferentes idades, momentos da vida, na empresa, na faculdade, no pré-vestibular, na academia, em todo contexto tem gente tentando atalhar o caminho, querendo emagrecer sem treinar e sem fazer dieta, passar no vestibular sem estudar, promoção no trabalho com a mesma performance de dois anos atrás. E esse caminhar pode ser muito mais tranquilo que a gente supõe, não necessariamente precisa que um milagre aconteça e venha uma mudança radical. As vezes esse caminhar é ler um livro, dormir mais cedo para acordar no outro dia menos estressado e consequentemente mais produtivo, deixar a Netflix só para o final de semana. Esse pode ser o começo para uma vida de resultado diferente.

Se você é uma pessoa que enxerga o sucesso do outro, mas ainda não parou pra pensar nas milhas e milhas percorridas antes de dormir e nos montes escalados, faça uma reflexão, o sucesso exige mais, mais daquilo que você não anda fazendo.

Sim, a vida ensina, o tempo traz o tom. Mas, o quanto tempo isso vai demorar depende só de você.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -