Patos de Minas 

Vereadores antecipam 2º turno e aprovam reajuste do próprio salário

Normalmente os dois turnos de votação acontecem em duas datas diferentes. Os vereadores quebraram o interstício e aprovaram em uma única reunião.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Reunião ordinária foi realizada nesta quinta-feira (07/04)
Foto: Luiz César

O projeto de lei que concede reajuste de 25,23% no salário dos vereadores de Patos de Minas foi aprovado em dois turnos nesta quinta-feira (07/04).

No 1º turno, quando analisaram a constitucionalidade do texto, foram 11 favoráveis, tendo votado contrário ao reajuste: Profº Delei (PSD), Daniel Gomes (PDT), José Luiz (Podemos), Vitor Porto (Cidadania) e Wilian de Campos (Patriota).

O segundo turno de votação normalmente acontece na próxima reunião ordinária, contudo os vereadores quebraram o interstício e já votaram nesta quinta-feira. Nesta última etapa foram 10 favoráveis. Veja voto a voto:

2º TURNO DE VOTAÇÃO
A favor do reajuste Contra o reajuste
Bartolomeu Ferreira (União Brasil)

Profª Beth (União Brasil)

Gladston Gabriel (Podemos)

Itamar André (Patriota)

Cabo Batista (Cidadania)

João Marra (Patriota)

Carlito (União Brasil)

Mauri da JL (MDB)

Nivaldo Tavares (PSD)

Vicente de Paula (União Brasil)

Daniel Gomes (PDT)

José Eustáquio (Podemos)

José Luiz (Podemos)

Vitor Porto (Cidadania)

Profº Delei (PSD)

Wilian de Campos (Patriota)

Por se tratar de um projeto de lei, o texto segue para sanção ou veto do prefeito municipal, Luís Eduardo Falcão (Podemos). Em caso de veto, os parlamentares tem a opção de derrubá-lo através de votação em plenário. Falcão defende a soberania da Câmara Municipal e não tem o costume de vetar projetos.

O presidente da Câmara Municipal, Ezequiel Macedo (PP), concedeu entrevista a imprensa e falou sobre o reajuste do salário. No final de março, uma resolução foi aprovada e permite que cada vereador reduza o próprio salário. Questionado Ezequiel disse que até o momento ninguém pediu a redução.

Assista:

Reajuste de 25,23%

Foi proposto um reajuste de 25,23% considerando a inflação acumulada entre janeiro de 2017 e dezembro de 2021, período no qual não houve reajuste dos salários. O salário bruto atual, R$ 10.109,30, passará a ser de R$ 12.659,87, ou seja, uma diferença de R$ 2.550,57.

Pelo texto, o reajuste/revisão será retroativo, ou seja, os vereadores receberão a diferença dos vencimentos de janeiro, fevereiro, março e abril.

A proposta é de autoria dos vereadores: Bartolomeu Ferreira (União Brasil), Gladston Gabriel (PODEMOS), Carlito (União Brasil), Mauri da JL (MDB), Nivaldo Tavares (PSD) e Vicente de Paula (União Brasil). Esses mesmos vereadores foram autores da resolução que permite ao parlamentar optar voluntariamente pela redução do próprio salário.

Leia a íntegra do projeto Nº 5460/2022:

Art. 1º O subsídio de vereador do Município de Patos de Minas, fixado pela Lei Municipal nº 7.321, de 23 de maio de 2016, alterada pela Lei Municipal nº 7.429, de 24 de janeiro de 2017, fica revisado em 25,23%  (vinte e cinco inteiros e vinte e três milésimos por cento), a partir de janeiro de 2022.

1º  O índice descrito no caput é referente à inflação acumulada entre janeiro de 2017 a dezembro de 2021, período em que não houve revisão.

2º O índice oficial utilizado foi o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, que apurou uma variação de 28,15% no período, de tal modo que, em atenção ao limite constitucional, a revisão descrita no caput é inferior à inflação aferida.

Art. 2° As despesas decorrentes da execução desta lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias do Orçamento Municipal vigente.

Art. 3º  Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 1º de janeiro de 2022.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

6 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Lucimar Tavares
07/04/2022 17:12

É uma piada em cima da outra ,vamos a otário nome de todos e colocar em um mural pra não esquecer o nome de nem um ,para que na próxima eleição podermos dar a resposta.

AMILTON CASAGRANDE CASAGRANDE
07/04/2022 16:09

Kkkkkkkk… É cada coisa que aparece. Aí só tem piadistas. Fazem uma proposta pra escolher o próprio salário,…e depois votam uma pra reajustar, no caso aumentar. Vai saber, o que tem no cérebro desses vereadores. Kkkk…

Vandeir Luis Teixeira Luis
06/04/2022 23:30

Trabalhar mesmo nem um quer a credo

Luisinho Amarante
06/04/2022 21:17

Populismo demagogo. O que vão fazer é aumentar e a maioria vai escolher manter o valor pra fazer bonito e ir pra galera em ano eleitoral. Só bobo não vê. Coisinha feia heim!

Gerson Rodrigues Maciel
06/04/2022 20:39

Esse bando de sangue suga tem que ter vergonha na cara e diminuir no mínimo pela metade os seus salários, é nas próximas eleições ninguém votar nesses vermes que estão lá hoje

AMILTON CASAGRANDE CASAGRANDE
06/04/2022 17:45

Kkkk… Esses vereadores é uma piada mesmo. Agora vão reajustar o salário deles. Depois daquela conversa pra boi dormir, De quem quisesse poderia reduzir ou escolher o próprio salário. Nenhum deles vai fazer isso não. É querendo enganar o povo, com esse Papinho. Vão fazer algo de útil pra população, pra cidade, vão fiscalizar, que é dever de um vereador. São uns moscas mortas, não fazem nada de útil. Reduzir salário… kkkkkkkk, tá pior do que as piadas do Mauri bombeiro. Curuizzz…

A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.