Vereadores, empresários e cidadãos patenses debatem sobre as fiscalizações municipais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Debate aconteceu ontem(11), a tarde, na Câmara Municipal de Patos de Minas

Foto: Slide apresentado

A Câmara, que é o órgão no qual se é congregado os  representantes da vontade popular e cujo a atuação ocorre por um intermédio de um colegiado, é composta  de vereadores que, reunidos, constituem o Plenário e dispõe de um órgão diretivo que é a Mesa Diretora.

É sua responsabilidade manter comissões permanentes e criar, quando necessárias, comissões temporárias, contando com serviços auxiliares e com o pessoal administrativo próprio. Com essa organização, a Câmara Municipal deve se aparelhar para desenvolver as competências legislativas, fiscalizadores e julgadoras que lhe forem outorgadas pela Constituição Federal .

- Continua depois da publicidade -
Diante disso, os vereadores que compõem a Câmara Municipal de Patos de Minas se reuniram, para debater acerca das queixas, criticas e reclamações sobre as fiscalizações municipais. Dentre os presentes estavam cidadãos, vereadores, representantes de entidades e empresários.

Diversas críticas foram feitas a forma com a qual as fiscalizações são realizadas, fiscalização essa por muitos classificada como branda,  aos desmazelo com lotes vagos, cujos matos os matos altos, entulhos e lixos estão colocando em risco a saúde da população e se torna um ambiente propício para a proliferação de mosquitos transmissores da dengue e de outras doenças; sem falar dos animais peçonhentos que se escondem nesses ambientes.

O tempo de fala de cada participante foi de dez minutos. Foram criticados também a falta de atendimento aos telefones dos locais de atendimento público,e a presença dos ambulantes. Um dos presentes afirmou que o comércio ambulante está crescendo e deve ser contido. Ele sugeriu também que os fiscais tivesse mais atribuições, podendo fiscalizar mais de uma área.

Outro criticou a capacitação do corpo de fiscais. O representante de uma ONG falou sobre a educação, alegando que Patos de Minas tem um grande potencial intelectual que não é valorizado nem utilizado, e alertando a todos acerca da importância de uma educação social e consciente.

Déborah Santos
Triângulo Notícias
12/05/2017

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -