Vereadores derrubam veto e reajustam os próprios salários

Com manifestantes no plenário, vereadores analisaram o veto na manhã desta terça-feira.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Os vereadores de Patos de Minas se reuniram de forma extraordinária na manhã desta terça-feira (10) para apreciar o veto do prefeito Luís Eduardo Falcão (PODEMOS) contra o reajuste de 25,23% no salário dos parlamentares.

O veto foi derrubado e os salários reajustados por 10 a 5. O salário bruto atual, R$ 10.109,30, passará a ser de R$ 12.659,87, ou seja, uma diferença de R$ 2.550,57.

Votou pela rejeição do veto (a favor do reajuste):  Bartolomeu Ferreira (União Brasil), Mauri da JL (MDB), Vicente de Paula (União Brasil), Profª Beth (União Brasil), Gladston Gabriel (PODEMOS), Itamar André (Patriota), João Marra (Pros), Cabo Batista (CIDADANIA), Carlito (União Brasil), Nivaldo Tavares (PSD).

Votou pela manutenção do veto (contra o reajuste): Daniel Gomes (PDT), José Luiz (PODEMOS), Vitor Porto (Cidadania), Prof Delei (PSD), Wilian de Campos (Patriota).

O vereador José Eustáquio de Faria Junior (PODEMOS), líder do governo municipal, não participou da reunião extraordinária.

Manifestantes do grupo “Orgulho de ser patenses” ocuparam o plenário e pediram que os vereadores não derrubasse o veto do prefeito.

Leia também:

Veto de Falcão sobre internação involuntária é derrubado pelos vereadores

O QUE OS VEREADORES APROVARAM?

O projeto de lei que concede o reajuste salarial dos vereadores foi proposto por seis vereadores: Bartolomeu Ferreira (União Brasil), Gladston Gabriel (PODEMOS), Carlito (União Brasil), Mauri da JL (MDB), Nivaldo Tavares (PSD) e Vicente de Paula (União Brasil).

Em 7 de abril, o texto foi votado e aprovado em dois turnos. O percentual de 25,23% considerou a variação da inflação entre 2017 e 2021, visto que o último reajuste foi concedido em 2016. Também ficou determinado que a medida será retroativa a janeiro de 2022.

Pelo projeto o salário bruto atual, R$ 10.109,30, passará a ser de R$ 12.659,87, ou seja, uma diferença de R$ 2.550,57.

2º TURNO DE VOTAÇÃO
A favor do reajuste Contra o reajuste
Bartolomeu Ferreira (União Brasil)

Profª Beth (União Brasil)

Gladston Gabriel (Podemos)

Itamar André (Patriota)

Cabo Batista (Cidadania)

João Marra (Patriota)

Carlito (União Brasil)

Mauri da JL (MDB)

Nivaldo Tavares (PSD)

Vicente de Paula (União Brasil)

Daniel Gomes (PDT)

José Eustáquio (Podemos)

José Luiz (Podemos)

Vitor Porto (Cidadania)

Profº Delei (PSD)

Wilian de Campos (Patriota)

Leia também:

Quatro vereadores afirmam que abrirão mão do reajuste

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

6 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Pacheco
10/05/2022 13:37

E lamentável, pois, eles vc só pensa em ganhar e ganhar.
Mais tem mais eleições pela frente eu tenho vergonha de dizer que votei em um candidato que foi eleito pela primeira vez e já te se uniu a corja que há estava.
Mais digo não terá mais meu voto e vou trabalhar contra.
Pode esperar..

Jair Nunes Cardoso
10/05/2022 12:44

Deve ser bom demais ser vereador, ou político do Brasil né? Eles se reúnem e votam o aumento dos seus salários,a população cobram pra não haver esse aumento,o prefeito acata aos pedidos do povo e veta o aumento,mas como é Brasil e aos políticos do Brasil não tem veto que segura eles,eles derrubam o veto do Prefeito e aumentam seus próprios salários. Enquanto isso nós que elegemos esses sangue suga ficamos a ver navios. Não podemos esquecer esses nomes desses vereadores que foram favoráveis aos aumentos desses salários,pq como disse o maior LADRÃO do país, o ladrão de nove dedos,… Ler mais...

Atenção
10/05/2022 12:19

Deixar anotado na agenda os nomes pra não esquecer nas próximas eleições .

Pirilampo
10/05/2022 11:37

Parem com isso e comecem a trabalhar, vão dar nomes às ruas e trocar outros nomes de becos e travessas. Sejam produtivos para justificar esse novo salário.

Amilton Casagrande
10/05/2022 11:36

Vergonha é pouco. Isso é um tapa na cara da população patense. São um bando de urubus. Além de não fazer nada, não fiscalizam, não querem sair do conforto. Espero que não sejam reeleitos nunca mais e que não nos esqueçamos dessa afronta. Incompetentes e sanguessugas. Tudo bosta.

Indignada
Responder a  Amilton Casagrande
10/05/2022 23:49

Eu não esquecerei esses nomes e farei questão de lembrar se alguém esquecer era fã de alguém que hoje resolveu votar a favor do próprio aumento de salário enquanto quem trabalha de verdade mal ganha um salário mínimo vergonha dessa corja viu

A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.