Vereador usa facão para abrir caixão de idoso com suspeita de COVID-19

O caso aconteceu no último domingo (25) em Santa Bárbara do Leste, na zona da mata mineira.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um vereador do município de  Santa Bárbara do Leste, na zona da mata de Minas Gerais, teve uma atitude que surpreendeu os aproximadamente 8 mil habitantes e repercutiu na imprensa nacional.

Wiliam Faria, eleito com 237 votos pelo Partido dos Trabalhadores (PT), foi chamado pela família de um idoso de 92 anos que faleceu na madrugada do último domingo (25/04).

O idoso, segundo o hospital, deu entrada com sintomas de infecção pelo novo coronavírus e foi entubado. O paciente não resistiu e faleceu. A funerária foi acionada e encaminhou o corpo até o cemitério.

Devido a suspeita de COVID-19 o caixão chegou no cemitério lacrado. O vereador foi até o local e gravou um vídeo. Nas imagens, o parlamentar mostra um documento que atesta a causa da morte como “insuficiência respiratória aguda”, sem citar a doença em específico.

Indignado o vereador se apodera de um facão, retira a proteção plástica do caixão, remove a tapa do visor facial e menciona o fato de não haver nenhum tipo de ornamentação como flores ao redor do corpo. Em ato continuo, Wiliam retira a tapa principal e mostra o corpo, envolto em um saco plástico.

No final da gravação, o vereador disse que acionaria a Polícia Militar para encaminhar o corpo novamente para a funerária para que se colocasse as flores e se procedesse com uma cerimônia de velório.

Com a repercussão do vídeo, a presidência da Câmara dos Vereadores de Santa Bárbara do Leste informou que instaurará uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a conduta de Wiliam Faria.

O Partido dos Trabalhadores (PT) informou que afastou o vereador do partido e que acompanhará as investigações. “Num dos momentos mais delicados vividos por toda a população mineira e brasileira em função da pandemia do novo coronavírus, a atitude do vereador representa uma ação violenta e desnecessária, além de ser uma grave ameaça à segurança sanitária” afirmou, em nota, a executiva do partido em Minas Gerais.

Wiliam Faria divulgou, na segunda-feira (26), um novo vídeo onde responde o presidente da câmara e cita que o caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade é integral do autor de cada comentário. Comentários ofensivos podem ser removidos sem autorização prévia. Ao comentar, você concorda com a Polícia de Privacidade e Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.