'Vaquinha' arrecada dinheiro para remover tatuagem de testa de adolescente

O tatuador Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, e o vizinho Maycon Wesley Carvalho dos Reis foram presos em flagrante por tortura nesta sexta-feira (9).
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Reprodução

Uma campanha na internet quer arrecadar R$ 15 mil para pagar a remoção da tatuagem feita na testa de um adolescente torturado em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Os responsáveis pelo coletivo Afroguerrilha criaram uma vaquinha pela internet para ajudar o adolescente a custear um procedimento para retirada da tatuagem na testa e também no tratamento psicológico dele. Até as 10h30 deste domingo (11), a campanha já havia arrecadado R$ 11,5 mil.

O adolescente de 17 anos, que teve a testa tatuada com a inscrição: “eu sou ladrão e vacilão” foi encontrado por amigos no fim da tarde deste sábado (9), na Estrada dos Casa, em São Bernardo do Campo. Ele prestou depoimento à polícia, no 3º Distrito Policial da cidade, negou ter cometido qualquer furto, foi levado ao posto médico para ser medicado e voltou para a casa da avó.

Os responsáveis pela tortura são o tatuador Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, e o vizinho Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27 anos. Na tarde deste sábado, a juíza Inês Del Cid, da Vara Criminal de São Bernardo do Campo, decretou a prisão preventiva deles.

O Crime

A tatuagem foi filmada com o celular de Maycon, compartilhada no WhatsApp e o vídeo viralizou rapidamente. Nas imagens é possível perceber que o adolescente não reage às provocações do tatuador e do vizinho dele. Em certo momento, um deles diz: “vai doer, vai doer”. Em outro momento eles perguntam ao menino o que ele quer tatuar e forçam a resposta: “ladrão.”

Com o vídeo em mãos, a família foi até o 3º DP de São Bernardo do Campo para tentar localizar o paradeiro do adolescente. Com as informações passadas pela família, uma equipe de investigadores seguiu até a Rua Jurubatuba, no Centro da cidade, onde localizaram o tatuador na calçada. No local não funciona um estúdio de tatuagem, mas uma pensão onde Ronildo e Maycon eram vizinhos.

Na delegacia, os dois disseram para a delegada Carolina Nascimento Aguiar que o adolescente teria tentado furtar uma bicicleta na região e ficaram revoltados com isso e “resolveram tatuar o mesmo como forma de punição”.

Fonte: G1 – Portal de Notícias da Globo

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.