Ultrapassagem em local proibido causa atropelamento com vítima fatal na BR-365, próximo a Patos de Minas

A segunda vítima foi levada às pressas para o Hospital Regional Antônio Dias.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação (PRF)

A violência no trânsito deixou mais uma vítima fatal no município de Patos de Minas. No início da noite de sexta-feira (30), uma caminhonete Fiat/Toro invadiu o acostamento no KM 419 da BR-365 e atropelou dois pedestres. Um homem de 34 anos natural de Milagres/CE, identificado como Reginaldo Viginio dos Santos, não resistiu aos ferimentos e faleceu. Já a segunda vítima natural de Congonhas/MG, William Gomes de Freitas de 29 anos,  foi encaminhada em estado grave para o Hospital Regional Antônio Dias.

A caminhonete ficou com a parte frontal parcialmente destruída.
Foto: Divulgação (PRF)

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente teria sido causado por uma ultrapassagem em local proibido. Uma caminhonete VW/Saveiro que transitava sentido Patrocínio para Patos de Minas efetuou uma ultrapassagem e o condutor da Fiat/Toro que seguia no sentido contrário desviou para o acostamento para evitar a colisão.

- Continua depois da publicidade -

O motorista da caminhonete foi ouvido pelos agentes da PRF. Já o condutor da VW/Saveiro evadiu do local.

Foto: Divulgação (PRF)

Equipes da 4ª Cia Independente do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência. Nossa reportagem tentou entrar em contato com o Hospital Regional, porém por orientação da FHEMIG, os funcionários não quiseram informar o estado de saúde da segunda vítima.

O corpo da vítima fatal foi encaminhado para o Instituto Médico Legal e posteriormente liberado para os familiares. Reginaldo possuía endereço na cidade de São Gotardo.

Lélis Félix – Triângulo Notícias

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -