Um dos maiores traficantes de Minas Gerais é preso pela Polícia Civil

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Rafael Carlos, vulgo “Paraíba” possuía quatro mandados de prisão em aberto. O criminoso mantinha ligações com uma das maiores organizações criminosas do Rio de Janeiro. 

“Paraíba” e “Pretinho” possuiam mandados de prisão em aberto.
Foto: Divulgação

A PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais) prendeu, no estado da Bahia, Rafael Carlos da Silva Ferreira, conhecido por “Paraíba”, de 27 anos. Considerado um dos principais traficantes de Minas Gerais, ‘Paraíba’ foi encontrado na terça-feira (15), em uma luxuosa chácara no distrito de Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro (BA), onde também estava Silvestre Araújo da Silva, o “Pretinho”, de 28, outro suspeito de tráfico.

Rafael possuía quatro mandados de prisão em aberto, sendo um por condenação, dois mandados de prisão preventiva por tráfico e um pelo tribunal do Júri. Já Silvestre foi preso em flagrante pela PCMG, em maio do ano passado, em Nova Lima portando um Fuzil AK-47, e possuía um mandado de prisão em aberto por tráfico.
De acordo com as investigações, ‘Paraíba’ e ‘Pretinho’ são apontados como os responsáveis pela atividade ilícita no bairro Cabana, em Belo Horizonte, e estavam conexos com criminosos atuantes na região Leste, também na capital.

- Continua depois da publicidade -
Suspeitos estavam em uma chácara luxuosa em Arraial d’Ajuda (BA).
Foto: Divulgação

A ação foi executada por policiais civis que atuam na área de abrangência da Delegacia Regional de Polícia Civil Leste. “Rafael é conhecido do meio policial, desde a sua adolescência, por envolvimento com o tráfico de drogas.  No decorrer do tempo, se tornou um dos principais do tráfico na região do bairro Cabana, e um dos mais procurados do estado”, ressalta o delegado regional, Marcelo Cali. 

Delegados Rodolfo Alves e Marcelo Cali apresentaram o trabalho realizado pela PCMG.
Foto: Divulgação

Ainda segundo as apurações, o suspeito mantinha relação com uma organização criminosa na cidade do Rio de Janeiro, ligada a traficantes perigosos, possibilitando a chegada de fuzis para Belo Horizonte.  
O delegado Rodolfo Alves, responsável pela prisão no distrito baiano, disse como a PCMG chegou até os suspeitos. “Eles estavam foragidos há um ano, e, através de um serviço de inteligência, descobrimos que estariam em Porto Seguro. Diante disso, comunicamos à polícia da Bahia e fomos ao local. Chegando lá, descobrimos que estavam em uma chácara em Arraial d’Ajuda”.
Polícia Civil de MG
Déborah Santos
20/03/2017

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -