Tribunal Penal Internacional vai abrir investigações sobre Venezuela e Filipinas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Tribunal Penal Internacional. Foto: ONU/ICJ-CIJ

Tribunal Penal InternacionalONU/TPI

Saiba Mais

A promotora-chefe do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda, anunciou esta quinta-feira (8) a abertura de investigações sobre supostos crimes cometidos por forças policiais e de segurança na Venezuela e nas Filipinas. O anúncio é a primeira etapa que acontece antes da realização de investigações completas, que podem terminar com acusações no TPI. A informação é  da ONU News.

- Continua depois da publicidade -

Fatou Bensouda disse que o foco da investigação sobre as Filipinas serão alegações de que milhares de pessoas foram mortas desde julho de 2016 por “envolvimento no uso ou tratamento ilegal de drogas” no contexto da guerra contra os entopercentes lançado pelo governo. Apesar de algumas destas mortes terem ocorrido em combates entre ou contra gangues, há a suspeita de que foram cometidos assassinatos extrajudiciais.

Em relação à Venezuela serão examinadas as alegações de que tropas do governo teriam usado força excessiva para dispersar e reprimir manifestações, além do abuso a alguns membros da oposição detidos desde abril de 2017. A promotora ressaltou que, além disso, alguns manifestantes recorreram à violência, que provocou a morte e ferimento de membros das forças de segurança. Ela  disse que não há prazos legais para a duração de um exame preliminar.

Em nota, o Tribunal Penal Internacional explica que, dependendo dos fatos e das circunstâncias de cada situação, será decidido se será inicia uma investigação ou se esta será sujeita a uma revisão judicial, se for apropriado.

Edição: Augusto Queiroz

FONTE: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -