Trabalhadores da linha de frente serão os primeiros a serem vacinados em Patos de Minas

A expectativa é que as doses estejam no município até quarta-feira (20/01).
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
As 561 mil doses de Minas Gerais já estão a caminho de Belo Horizonte. A distribuição ao interior será feita nesta terça-feira (19)
Foto: Divulgação

A Secretária Municipal de Saúde, Ana Carolina Magalhães Caixeta, confirmou que Patos de Minas está preparado para iniciar a vacinação contra a COVID-19 através do Plano Nacional de Imunização.

Ana Carolina destacou, em entrevista, que desde o primeiro dia de governo, em 1º de janeiro, se iniciaram os preparativos para a vacinação. Patos de Minas dispõe de estrutura ampla e com refrigeradores para armazenar as doses da vacina.

Na sexta-feira (15/01), o governo estadual enviou para a regional de Patos de Minas 142 mil seringas agulhadas. O material será dividido para os municípios da região. A Secretaria Municipal já recebeu sua parte das seringas. Ana Carolina explicou que um segundo lote de seringas será enviado em breve.

A Secretária Municipal de Saúde também informou que os profissionais de saúde, contemplados na primeira fase de imunização, serão vacinados em seus próprios locais de trabalho. Já os idosos, a partir de 75 anos, receberão a dose nas unidades de saúde do município. Além disso, será montado um drive-thru no Parque de Exposições Sebastião Alves de Nascimento, no bairro Alto dos Caiçaras.

Idosos com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e clínicas psiquiátricas) poderão ser imunizados nos próprios locais.

Novas informações a respeito do processo de imunização em Patos de Minas serão divulgados no decorrer desta semana.

QUAIS VACINAS E QUANDO?

O Governo Federal e o Ministério da Saúde preveem o início da vacinação às 17h desta segunda-feira (18/01) nas capitais. No interior, a imunização deve começar até quarta-feira (20). Duas vacinas foram autorizadas, de forma emergencial, pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária): a vacina de Oxford e a CoronaVac.

Em primeiro momento o plano seria buscar dois milhões de doses da vacina de Oxford na Índia, contudo as negociações com o governo daquele país não avançaram. O Ministério da Saúde requereu às seis milhões de doses da Coronavac, produzida em parceria com o Instituto Butantã.

QUEM SERÁ VACINADO PRIMEIRO?

O Ministério da Saúde definiu os grupos prioritários da primeira etapa de vacinação. Serão três fases:

–  Trabalhadores da saúde, idosos a partir dos 75 anos e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas);

– Pessoas de 60 a 74 anos;

– Pessoas com as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.