Torcida se despede da seleção em clima de otimismo rumo ao hexa

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

A despedida da seleção brasileira de futebol foi em clima de festa e otimismo, em frente à sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Barra da Tijuca. Enquanto os jogadores davam as últimas declarações à imprensa do lado de dentro do prédio, do lado de fora, dezenas de torcedores, entre eles muitas crianças, aguardavam com ansiedade a saída dos craques.

O torcedor Jarbas Carlini diz que está otimista com o desempenho da seleção brasileira na Copa da Rússia

Jarbas Carlini diz que está otimista com o desempenho do Brasil (Vladimir Platonow/ Agência Brasil)

“O 7 x 1 [contra a Alemanha] já ficou para trás. Eu acredito na seleção, principalmente pelo técnico Tite e pelo grupo. Em 2014, nós dependíamos de um único craque, agora é um time completo”, vibrou Jarbas Carlini, mais conhecido como Jarbas das Taças, empunhando uma réplica da taça da Copa do Mundo.

O ônibus que levaria o grupo ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, todo amarelo e com o logotipo da CBF, chamava a atenção. Além disso, cinco motoqueiros da Polícia Rodoviária Federal (PRF), com suas vistosas motos de grande cilindrada, aguardavam a saída do veículo para fazer a escolta.

A cena atraiu gente que nem sabia exatamente o que estava acontecendo, mas que, por curiosidade, foi ver o que ocorria.

“Eu estava passando, vi a muvuca e parei. O Brasil vai ganhar. Tem que levar a melhor este ano. Eu não entendo muito de futebol, mas é o meu coração que está dizendo isso”, disse o camelô Admilson Santana, que pedia para a reportagem filmá-lo, “para ficar famoso”.

Às 14h20, os primeiros jogadores começaram a sair, para o delírio dos fãs, que se espremiam do lado de fora da grade, para ver os craques de perto e garantir uma foto no celular. O mais aplaudido foi Neymar, que entrou direto, sem falar com a torcida. O técnico Tite também recebeu muitos aplausos e gritos de incentivo. Ao entrar no ônibus, Tite acenou para os torcedores e fez o sinal da cruz. Mas a maioria dos jogadores entrou sem olhar para os fãs, o que deixou alguns decepcionados.

“Só o Brasil é assim. Parece que são de ouro. Tem que ter mais contato com o povo. [Eles] têm que ser mais humildes”, protestou o barman James Clayton.

O embarque durou apenas 20 minutos e às 14h40 o ônibus levando a seleção para o aeroporto partiu, com o caminho sendo aberto pelos batedores da PRF, em comboio pela Linha Amarela e Linha Vermelha. Do Brasil, o grupo segue direto para a Inglaterra, onde será realizado o treinamento, no campo do Tottenham, em Londres.

A seleção só chega à Rússia dia 11 de junho, onde ficará baseada na cidade de Sochi. Dia 17 será a estreia, contra a Suíça – primeiro passo rumo ao hexa.
 

FONTE: Agência Brasil

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.