Toffoli mantém com Moro processo contra Lula que envolve sítio de Atibaia

O caso deve voltar a ser analisado na Segunda Turma do STF, depois que a Procuradoria-Geral da República der seu parecer.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Reprodução

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido da defesa do ex-presidente Lula para que fosse retirada do juiz Sergio Moro a ação penal sobre o sítio em Atibaia, em São Paulo.

Toffoli interpretou que não houve a apontada ofensa à autoridade do Supremo Tribunal Federal para justificar a concessão da liminar. Na última quarta-feira (2), a defesa de Lula reclamou que Moro, ao negar a transferência dos autos para a Justiça Federal em São Paulo, afrontou a autoridade da Suprema Corte. O pedido queria a suspensão da ação penal até que fosse decidido de maneira definitiva de quem é a competência para investigar o caso.

O ministro ressaltou também que a decisão da Segunda Turma não examinou a competência da 13ª Vara Federal Criminal do Paraná para processar e julgar ações penais que já se encontravam em curso e nas quais o reclamante figura como réu.

Com a liminar negada, o caso deve voltar a ser analisado na Segunda Turma do STF, depois que a Procuradoria-Geral da República também der seu parecer.

O ex-presidente Lula foi denunciado pela força-tarefa da Operação Lava Jato, em maio do ano passado, por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do sítio de Atibaia, interior de São Paulo. Além do petista, também foram denunciados outros 12 investigados.

A denúncia do Ministério Público Federal (MPF) atribui a Lula ‘propina para o seu benefício próprio consistente em obras e benfeitorias relativas ao sítio de Atibaia, custeadas ocultamente pelas empresas Schahin, Odebrecht e OAS’.

Reportagem, Cintia Moreira

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.