Temer recebe alta de hospital em São Paulo e volta a Brasília

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O presidente Michel Temer recebeu alta do Hospital Sírio-Libanês, onde estava internado depois de ter passado por uma pequena cirurgia urológica. O presidente passou por avaliação médica pela manhã, mas o boletim médico ainda não foi divulgado.

Temer saiu do hospital por volta de 11h, de helicóptero, e já seguiu para Brasília. Às 15h, o presidente dará posse ao novo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, no Palácio do Planalto.

- Continua depois da publicidade -

Na última quarta-feira (13), o presidente teve de ser internado para ser submetido a uma cirurgia de desobstrução da uretra. Apesar de apresentar boa recuperação, Temer ainda terá de usar uma sonda por mais três semanas e, por “ponderação” médica, foi adiada a viagem ao Sudeste Asiático, prevista anteriormente para o período de 05 a 13 de janeiro de 2018, foi adiada. Segundo o Palácio do Planalto, as novas datas estão sendo negociadas pelo Itamaraty.

Em entrevista ontem (14), o cardiologista Roberto Kalil Fiho, que cuida do presidente, havia antecipado que Temer já estava em boas condições de saúde para reassumir as suas atividades, normalmente, a partir de hoje (15).

O médico ponderou que, mesmo tendo de enfrentar as intercorrências dos últimos três meses – na próstata, no coração e na uretra –, o presidente apresenta um quadro saudável. “O presidente é uma pessoa extremamente saudável, são intercorrências que ocorrem com qualquer um de nós.”

Em outubro, após ter uma retenção urinária, Temer passou por uma pequena cirurgia para desobstrução do canal uretral. Logo depois precisou se submeter a uma raspagem na próstata. No fim de novembro, retornou ao Sírio Libanês, mas desta vez para um procedimento de cateterismo, em que foi detectado a obstrução de três artérias coronárias.

Temer, então, foi submetido a uma angioplastia e à colocação de stents para desobstruir as artérias. De volta ao hospital na última quarta-feira (13), o presidente passou por nova intervenção na uretra destinada a tratar o estreitamento do canal. Exames feitos na região da próstata descartaram a presença de tumores.

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -