Suspeito de matar ex-comparsa com mais de 20 tiros é preso em Belo Horizonte

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Gustavo dos Santos, vulgo “Tigu” foi preso em Contagem na região metropolitana. Três pessoas ainda estão foragidas. 

A prisão foi anunciada em coletiva de imprensa.
Foto: Divulgação

O líder de uma das gangues mais violentas da região Noroeste da capital foi preso durante ação da Polícia Civil realizada na quarta-feira (15) da última semana, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. Gustavo Gonçalves dos Santos, conhecido como “Tigu”, de 34 anos, foi preso em cumprimento de mandado pelo homicídio de Daniel Rodrigues Muniz, “Dan” ou “Danielzinho”, de 28 anos. A vítima foi morta no dia 7 de janeiro deste ano, no bairro Jardim Alvorada, em Belo Horizonte.
Três pessoas ainda estão foragidas: John Endeo da Silva Xavier, “John Lenon”; Wesley de Souza, ambos de 25 anos, e Emerson Hermenegildo dos Santos, “Bonecão”, de 27 anos. Qualquer informação sobre a localização dos suspeitos pode ser comunicada à Polícia Civil pelo telefone 197 ou pelo Disque Denúncia 181, de forma anônima. 
Segundo levantamentos, Daniel e Gustavo eram parceiros de crime. Após desavença, os dois se separaram e passaram a disputar pontos de venda de drogas. Ainda de acordo com as investigações, Gustavo teria tomado conhecimento de que a vítima estaria tramando a morte dele, o que o motivou a cometer o crime.
No dia dos fatos, a vítima estava na porta de um bar quando ouviu disparos de arma de fogo. Receoso, Daniel foi até em casa a fim de se armar e, surpreendido pelos rivais, foi atingido por 24 disparos. Durante a ação criminosa, uma mulher de 35 anos foi ferida acidentalmente, mas sobreviveu ao disparo. 
Conforme o delegado Luiz Otávio Mattosinhos, que conduz o inquérito policial, a Polícia recebeu a informação que diversos moradores, incluindo parentes de Daniel, teriam se mudado do bairro com medo dos suspeitos, sobretudo de Gustavo. O delegado ainda acrescentou que o preso possui diversos bens, como carros e imóveis, e é temido pelos moradores da região em razão de sua agressividade. Gustavo é suspeito de participação em diversos homicídios cometidos na capital, todos relacionados à disputa por pontos de venda de drogas no bairro Jardim Alvorada. 
Além do delegado Luiz Otávio Mattosinhos, a equipe responsável pelas investigações é composta pelo subinspetor Wellington Nascimento, pela escrivã Dilce Campos e pelos investigadores Caetano Neto, Natália Xavier e Luiz Moreira.
Polícia Civil de MG
24/03/2017

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -