Sobe para 61 o número de mortes em decorrência de febre amarela silvestre em SP

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

A febre amarela silvestre matou 61 pessoas no estado de São Paulo desde 2017 até o momento, conforme informações divulgadas hoje (2) pela Secretaria de Saúde do estado. Entre os mortos estão um morador de Minas Gerais e outro de Santa Catarina, ambos infectados em Mairiporã, município da região metropolitana da capital. No mesmo período, houve 163 casos autóctones (contraídos no próprio estado) confirmados da doença.

O boletim do governo estadual, divulgado na sexta-feira passada (26), indicava a ocorrência de 134 casos da doença, sendo que 52 resultaram em morte. Desde 2017, 58,8% das infecções por febre amarela silvestre foram contraídas em Mairiporã, 14,1% em Atibaia e 3% em Amparo. Essas três cidades respondem por três quartos dos casos de febre amarela silvestre no estado e já contam com ações de vacinação em curso desde o ano passado.

Não há casos confirmados de febre amarela na capital paulista. Não há também casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942.

Neste sábado (3), está prevista a realização do Dia D de vacinação contra febre amarela no estado. Cerca de 900 postos estarão abertos, incluindo mais de 150 postos volantes montados nas regiões do Vale do Paraíba, litoral norte e Baixada Santista.

FONTE: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.