Situação crítica de estrada rural em Coromandel incomoda os que trafegam pela via

O Triângulo Notícias procurou o DER/MG que se posicionou sobre o caso através de nota.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Wagner Honorato (Triângulo Notícias)

A rodovia LMG-738 que liga Coromandel ao distrito de Santa Rosa dos Dourados está intransitável em alguns trechos.

Segundo os motoristas que trafegam diariamente pela via, os buracos estão causando prejuízos para os que trabalham na região e para os que divertem nos finais de semana, e detalhe, a poeira prejudica a visibilidade e pode gerar acidentes.

- Continua depois da publicidade -

Dia 31 de Julho, segunda-feira, as aulas retornam e os pais estão preocupados em relação à segurança dos filhos.

A via possui trânsito intenso. Muitos fazendeiros passam constantemente pela rodovia, sendo um local de grande escoamento da produção agrícola do município e dá acesso para muitas chácaras e sítios.

“Realmente, está ficando difícil transitar na via”, expressa o empresário Hélio Souto.

Foto: Wagner Honorato (Triângulo Notícias)

“A rodovia está péssima, estamos diminuindo as idas na área rural por conta da situação da rodovia. O DEER é sempre assim, só arruma a via quando está no limite, infelizmente, já está quase intransitável”, lamenta Ilda Anjos.

De acordo com Danilo Pereira, a rodovia está uma vergonha e que deveria ter sido asfaltada há muito tempo devido o grau de importância para o escoamento da produção agrícola e o fluxo de veículos que passam pela região com diferentes destinos para muitas localidades.

“Já estamos tomando as providências para reparar os trechos mais críticos o mais rápido possível”, afirmou Jacinto Moreira dos Reis, vereador de Coromandel.

Dilene Silva mora em Coromandel, mas leciona na área rural, a professora salienta que além de ser um percurso cansativo o trajeto que faz no dia a dia, com muito desgaste físico e psicológico e ainda encontrar a rodovia na precariedade que está é muito humilhante e revoltante.

O órgão responsável pela administração da rodovia que liga Coromandel ao distrito é o Departamento de Estradas de Rodagem (DEER) de Monte Carmelo.

“Alguns trechos estão quase impossível transitar. Se está ruim agora e quando começar as chuvas? Quando dão uma ‘arrumadinha’, com medidas provisórias, passam poucos dias, a situação piora. Há tempos, as pessoas que moram na região do Douradinho, Pereiras, Santa Rosa e outras localidades rurais sofrem com a situação da rodovia”, comenta Silvana Pereira.

Silvana Pereira conclui ainda que “por muitos anos tive o prazer em morar na região, muitas crianças e adolescentes notavam a dificuldade que era para os carros e ônibus trafegarem pelas estradas, principalmente em época das chuvas. É um problema que se arrasta por anos e anos. O povo precisa é de uma solução definitiva para a resolução do problema”.

Segundo o vereador Luis César Resende, o diretor do DEER, de Monte Carmelo, recusa todos os convites para participar das reuniões da Câmara Municipal de Coromandel para esclarecer a situação da rodovia.

“O diretor do DEER de Monte Carmelo não trabalha. Sempre se recusa a vir em nossa cidade. O município tem responsabilidade sim em cobrar do Estado, a prefeita e nós vereadores, não podemos ser omissos, esse diretor do órgão não atende Coromandel”, afirma Resende.

Em contato com representantes do DEER de Monte Carmelo, o TN foi informado que somente os assessores de comunicação do órgão, na capital mineira, poderiam se pronunciar sobre o assunto.

Em nota enviada ao TN, a assessoria de Belo Horizonte informou que “no mês de agosto, o DEER/MG vai realizar um levantamento dos serviços de manutenção rotineira a serem executados nos 30 quilômetros da rodovia não pavimentada LMG-738, que liga Coromandel ao distrito de Santa Rosa dos Dourados”.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -