Patrocínio/MG 

Sequestrado consegue ligar para a PM e é resgatado com vida

O sequestro aconteceu na noite de quarta-feira (22), sendo a vítima resgatada na quinta-feira (23).
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um jovem de 23 anos foi resgatado de um cativeiro após ser sequestrado e espancado. Segundo a vítima na noite de quarta-feira (22), por volta das 22h, estava em sua bicicleta quando foi surpreendido no cruzamento das ruas Pinto Dias com Nonato Matias em Patrocínio/MG. Três indivíduos obrigaram o rapaz a entrar em um veículo GM/Monza. Ainda segundo ele, os sequestradores disseram que queriam matá-lo devido a uma tentativa de estupro.

Os sequestradores deslocaram com a vítima para uma residência na rua Marechal Floriano, bairro Marciano Brandão. No local, a vítima foi agredida com socos e chutes. Contudo, em momento de distração dos sequestradores, a vítima se apropriou de um aparelho celular e pediu socorro via 190. O resgate aconteceu na tarde de quinta-feira (23).

Quando os PMs chegaram, os autores fugiram pulando o muro. Dentro do imóvel a vítima foi encontrada com lesões no nariz, braços e costas.

Durante diligências, os militares foram informados que os autores estariam numa residência na Alameda Jaqueiras, bairro Morada Nova. Além disso, foi informado que o local era usado para armazenar drogas.

Quando os policiais chegaram no endereço, um homem tentou fugir pulando a janela. Ele foi perseguido e contido pelos militares. O indivíduo foi identificado e reconhecido pela vítima como um dos autores do sequestro. Em conversa, o suspeito, de 29 anos, relatou que fugiu do local, uma vez que no imóvel teria arma e drogas.

Dentro de um guarda roupa, os PMs encontraram uma pistola calibre .40  com numeração raspada e dois carregadores. Também foi apreendida uma mochila com grande quantidade de drogas e diversas munições de diferentes calibres.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, o suspeito confessou ter participado do sequestro e contou que mantiveram a vítima em cárcere privado para conversarem, uma vez que ela teria sido acusada de estupro. Sobre a arma e as drogas, ele afirmou ser o proprietário e que estaria comercializando os entorpecentes.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.