Seis detentos são indiciados pela morte de colega de cela

Os suspeitos simularam o suicídio de Gilson Martins, de 55 anos.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu na última segunda-feira (28/03) o inquérito que apurou a morte do detento Gilson Martins, de 55 anos, ocorrida no dia 13 deste mês, no Presídio Sebastião Satiro em Patos de Minas. Seis pessoas, que dividiam cela com a vítima, foram indiciadas por homicídio com três qualificadoras.

No dia do crime, a Polícia Civil foi acionada pelo sistema prisional para investigar a morte do homem. A princípio, a suspeita é que seria um caso de suicídio, entretanto, a perícia identificou indícios de homicídio no local. Por meio de análises periciais, coleta de informações e depoimentos, foi constatado o envolvimento dos seis investigados no crime.

A mando de uma organização criminosa, os suspeitos se juntaram, dividiram as funções e atacaram a vítima enquanto ela dormia. Em seguida, com a intenção de dificultar as investigações, eles forjaram um suicídio. O grupo pendurou o corpo da vítima na janela da cela.

O inquérito agora será encaminhado o Ministério Público de Minas Gerais, que deve apresentar denúncia ao judiciário.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.