Seguro-defeso: cidade sem pesca tem 7 mil pedidos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Polícia Federal deu início a uma operação em Caxias do Sul (RS) nesta quarta-feira, dia 25, para reprimir fraudes na concessão de seguro-defeso. As investigações tiveram início a partir de um relatório do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que identificou 6.988 requerimentos de seguro-desemprego nessa modalidade, concedida a pescadores artesanais que são impedidos de exercer sua atividade econômica em períodos em que a pesca é proibida. O detalhe é que não há pescadores artesanais em Caxias do Sul.

Na operação, batizada de Timoneiro, foi preso um servidor do MTE lotado na Gerência Regional do Trabalho e Emprego de Caxias. Segundo informações da PF,  o esquema criminoso desviou mais de R$ 20 milhões dos cofres públicos, inserindo dados falsos nos registros cadastrais de requerimentos do seguro-defeso.

O funcionário, diz a polícia, fazia alterações indevidas em dados cadastrais, já que possuía senhas que permitiam acesso a registros de cidadãos em diversas outras regiões do país. Mais da metade dos saques dos valores desviados, inclusive, foram levantados no Amapá.


Clique aqui para ler essa matéria em sua fonte original.


FONTE: Canal Rural

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS