Sargento da PM é morto na BR-050 em Uberaba; dois suspeitos morreram após tentarem atirar contra militares

O sargento faleceu na madrugada de ontem (21/03) após ser surpreendido por bandidos na BR-050. Dois suspeitos foram localizados no município de Água Comprida Eles tentaram fugir e acabaram baleados.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
O Sargento Reformado Gilmar de Oliveira lutava contra um câncer.
Foto: Arquivo Pessoal

Um crime brutal chocou a população de Uberaba e a Polícia Militar de Minas Gerais. Na madrugada de ontem, quarta-feira (21/03), um sargento que fazia tratamento contra o câncer na cidade de Barretos, interior de São Paulo, foi surpreendido por bandidos na BR-050.

O Sargento Gilmar de Oliveira estava em companhia de um colega, um cabo da PM, que ao perceber a ação dos criminosos tentou ajudar a vítima a se defender, efetuando disparos de arma de fogo.

Os autores conseguiram efetuar um tiro fatal que atingiu o crânio de Gilmar de Oliveira que não resistiu aos ferimentos e faleceu. Segundo informações registradas no Boletim de Ocorrência, dois homens haviam participado do latrocínio.

Gilmar de Oliveira lutava contra o câncer desde 2012 e fazia tratamentos regulares na cidade paulista. Ele foi sepultado na manhã de hoje (22) em Uberaba. Colegas, amigos e comunidade em geral prestaram homenagens.

PM cerca rancho em Água Comprida e dois suspeitos são mortos

No início da noite a Polícia Militar através da equipe do Tático Móvel se deslocou até a zona rural do município de Água Comprida, onde segundo denúncias estariam escondidos os autores do latrocínio.

Os militares cercaram o rancho e em determinado momento dois homens tentaram evadir em direção ao Rio Grande. Ao perceberem a forte presença da PM, os bandidos efetuaram vários disparos contra os policiais que revidaram a injusta agressão.

Dois autores foram baleados, sendo socorridos até o Pronto Socorro de Água Comprida. Eles não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito.

Nenhum militar ficou ferido durante a operação. No interior do rancho onde os suspeitos estavam escondidos foi localizada uma mulher acompanhada de quatro crianças. A senhora relatou que era ameaçada e agredida pelos indivíduos.

A Polícia Civil apurará se os autores mortos são os responsáveis pelo latrocínio que tirou a vida do Sargento Gilmar de Oliveira.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS