Reinício de combates em reduto do Estado Islâmico deixa 73 mortos na Síria

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Pelo menos 23 soldados das forças governamentais sírias e 50 combatentes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram nas últimas horas com o reinício dos combates na cidade de Deir ez-Zor, no nordeste da Síria, informou hoje (29) a Organização Não Governamental (ONG) Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os enfrentamentos, que foram os mais sangrentos desde o último dia 10 de setembro e ainda continuam, começaram de madrugada na região de Huiya Saqr, uma ilha no rio Eufrates que está sob o controle das forças leais ao presidente Bashar al Assad há uma semana. As informações são da agência de notícias EFE.

Segundo a ONG, o Estado Islâmico aproveitou o mau tempo da noite passada para realizar um ataque surpresa contra postos das forças governamentais.

Depois, os soldados leais ao governo de Damasco conseguiram contra-atacar com a cobertura de aviões russos e sírios, e tomaram o controle dos bairros Al Arifi e Al Omal, além de um estádio esportivo.

As forças governamentais já controlam cerca de 90% do território de Deir ez-Zor, que no passado foi um dos principais redutos do EI, junto com Raqqa, cidade recentemente conquistada pelas Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança de milícias liderada por curdos.

* É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.