Redução em tarifa de pedágio na BR-040 começa a valer a partir de hoje

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Começam a valer hoje (17) os novos valores da tarifa de pedágio da rodovia BR-040, nas praças entre Juiz de Fora e Brasília . Na última terça-feira (15), a Agência Nacional e Transportes Terrestres (ANTT) decidiu aplicar uma redução de R$ 0,20 no pedágio cobrado de carros caminhonetes e furgões.

Com isso, o pedágio passa de R$ 5,30 para R$ 5,10.

- Continua depois da publicidade -

Segundo a ANTT, os preços foram reduzidos porque a concessionária não executou obras de duplicação na rodovia, que estavam previstas em contrato.  “A redução da tarifa se deveu, principalmente, ao desconto de reequilíbrio feito por não execução das obras de duplicação previstas em contrato”, disse a assessoria da agência reguladora.

Os novos preços serão cobrados em dez praças de pedágios em Minas Gerais: Paracatu, Lagoa Grande, Canoeiros, João Pinheiro, na Região Noroeste; Felixlândia, Curvelo, Sete Lagoas, Itabirito e Conselheiro Lafaiete, na Região Central, e Juiz de Fora, na Zona da Mata.

A ANTT realiza, anualmente, o reajuste e a revisão ordinária das tarifas de pedágio das rodovias federais concedidas. As alterações tarifárias são aplicadas no aniversário do início da cobrança de pedágio.

A BR-040/DF/GO/MG foi concedida em 2014 à iniciativa privada para exploração da infraestrutura pelo período de 30 anos.

A VIA 040, responsável pela rodovia, informou qm nota que a “ANTT, enquanto agência reguladora do setor, é o órgão responsável por determinar os reajustes anuais das tarifas de pedágio em rodovias federais concedidas, cabendo a elas o cumprimento”.

*Texto alterado às 18:29 para acrescentar posicionamento da concessionária VIA 040

Fonte: Agência Brasil

 

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -