Patos de Minas 

Quatro vereadores afirmam que abrirão mão do reajuste

Eles pretendem continuar a receber R$ 10,1 mil mensais.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Prof Beth, Daniel Gomes, Cabo Batista, Derlei
Profª Beth, Profº Daniel Gomes, Cabo Batista e Profº Delei optaram por abrir mão do reajuste
Foto: Divulgação

A polêmica do reajuste salarial dos vereadores de Patos de Minas se arrastou por mais um mês e foi marcada por manifestações. Após ser aprovado em dois turnos em 7 de abril, o projeto foi vetado pelo prefeito, sendo este derrubado pelos parlamentares na última terça-feira (10/05).

Quatro vereadores afirmaram que abrirão mão do reajuste de 25,23%, o qual fixa o salário bruto em R$ 12.659,87. Estes parlamentares alegam que através de uma resolução recém-aprovada optarão por receber o subsídio fixado em 2016, ou seja, R$ 10.109,30.

Durante a reunião extraordinária, Profº Daniel Gomes (PDT) votou pela continuidade do veto de Falcão e Cabo Batista (Cidadania) votou pela derrubada do veto. Ambos manifestaram que abrirão mão do reajuste e continuarão a receber R$ 10,1 mil brutos.

Profª Elizabeth Maria (União Brasil) votou pela derrubada do veto e disse que abrirá mão do reajuste até o final de 2022. A partir de 2023, ela passará a receber o novo salário de R$ 12,6 mil brutos.

Profº Delei (PSD) votou pela continuidade do veto e manifestou, ao presidente Ezequiel Macedo (PP), que também deseja abrir mão do reajuste e continuar a receber R$ 10,1 mil brutos.

A lei que reajusta o salário dos vereadores ainda não foi promulgada. A expectativa é que o texto seja publicado nos próximos dias. Os vereadores tem a prerrogativa, com base em resolução, de reduzirem os próprios salários a qualquer momento.

Leia também:

Vereadores derrubam veto e reajustam os próprios salários

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

7 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Adair José
13/05/2022 20:27

Votaram a favor mais irão abrir mão, kkkk , não façam isso , recebam o dinheiro já que foi acordado entre vcs , o prefeito fez o veto , vcs derrubaram o veto e agora tem que receber , mais que o povo de Patos de Minas saibam o que vcs fizeram e lembrem de vcs nas próximas eleições.

Tô de olho
11/05/2022 12:00

O golpe tá aí cai quem quer kkkkkkkkk vai vendo eles vão mostra falha de pagamento pra comprovar

Ze Mané
11/05/2022 10:22

Porque não votarão contra . E deixase pro presidente da Câmara resolver..

Martinha
11/05/2022 10:21

É incrível a incoerência de certos políticos…Profª Beth e Cabo Batista, tiveram a oportunidade de manifestarem suas posições, votando pela continuidade do veto do prefeito, na assembleia. Não o fizeram e agora, vendo a reação popular à suas condutas, vêm se posicionar renunciando o aumento que eles mesmo propuseram? Isso não apaga a má impressão deixada nos leitores. Para mim, particularmente, piora…

Maria Maria
Responder a  Martinha
11/05/2022 11:59

E o pior receberá sem reajuste até dezembro de 2022. , a partir de 2023 começará a receber com o reajuste kkkkk

Adenilson
Responder a  Martinha
13/05/2022 15:19

obs: A vereadora Beth abriu mão esse ano e deixou bem claro esse ano.

To de olho nesses nao voto mais
11/05/2022 09:26

Bando de comédia, votam a favor, fazem a cagada e agora querem limpar a bunda com jornal… O segredo é limpeza na câmara, novos vereadores já

Atualizado em 12 dias atrás por To de olho nesses nao voto mais
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.