Quatro homens são presos após tentativa de assalto a fazenda no distrito de Alagoas

O crime aconteceu pela manhã e os policiais realizaram buscas durante todo o dia até localizar os suspeitos.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Após muita persistência, a Polícia Militar prendeu quatro homens, com idades entre 18 e 27 anos, que teriam tentado assaltar uma fazenda na região de Alagoas, distrito de Patos de Minas. Os militares apreenderam três revólveres com os suspeitos.

Segundo informações do capitão Alexandre, uma pessoa ligou no telefone 190 informando que havia um roubo na fazenda. Quatro criminosos chegaram num GM/Monza preto e renderam uma mulher. Ela conseguiu correr e acionar o marido dela, que acionou a Polícia Militar.

Os suspeitos então tentaram fugir por meio do mato. Após intensas buscas e com apoio de cães farejadores, a Polícia Militar conseguiu prender quatro rapazes com idades de 18, 19, 25 e 27 anos. Um deles é morador do próprio distrito de Alagoas e os demais residem em Patos de Minas.

Três revólveres foram apreendidos com os suspeitos, além do carro e de alguns materiais que foram recuperados. Os presos e o material foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Patos de Minas.

 

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ATENÇÃO: Dê preferência em utilizar sua conta do Facebook ou Google para comentar. Comentários com cinco descutidas serão submetidos a moderação. Para denunciar um comentário, clique na bandeira vermelha.
Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.