Projeto "Dormir Sem Fome" ajuda famílias em vulnerabilidade social em Patos de Minas

Uma associação vai ser criada para atender as demandas de toda região.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Presidente Lucélia Olivieri e vice-presidente Maria Cleusa.

Um grupo de voluntários de Patos de Minas se uniram para fazer uma associação de apoio e orientação às famílias carentes. A Associação Dormir Sem Fome e Centro Protetor de Animais do Alto Paranaíba será criada para buscar doações para pessoas que passam por necessidades na cidade e na região.

Segundo a presidente, Lucélia Olivieri Pedra, a iniciativa partiu do Projeto Dormir Sem Fome que já possui 210 famílias cadastradas. Além de receber doações de mantimentos, roupas e até remédios, essas famílias também são orientadas pelas organizadoras a buscar estudos, emprego e outras formas de melhorar a qualidade de vida.

O projeto também realiza o cadastro de famílias em Patos de Minas. Os interessados devem procurar o projeto na Rua Maranhão 394, no Bairro Cônego Getúlio. Além de realizar o cadastro, os integrantes do projeto fazem uma visita a casa da pessoa que necessita de ajuda para saber a real condição daquela família. Até os animais que vivem nestas residências recebem o apoio dos voluntários.

O projeto nasceu após Lucélia realizar um tratamento contra um câncer. São mais de seis anos de trabalhos voltados a ajudar as famílias carentes. Somente neste fim de semana, foram 81 cestas básicas doadas para pessoas que necessitavam de apoio.

Lucélia também conta com a ajuda da população para que o projeto continue. Ela afirma que qualquer ajuda é bem vinda. Através dos alimentos doados, a associação monta cestas básicas para doar para as famílias. O telefone de Lucélia é (34) 99838-7951.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade é do respectivo autor. Eles não expressam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.