Projeto de implantação do Hospital da Santa Casa de Misericórdia em Patos de Minas é apresentado aos vereadores

O hospital atenderá 100% pelo SUS, e a intenção é iniciar o funcionamento já em agosto. O objetivo dos parlamentares é conhecer e acompanhar, de perto, a instalação da Santa Casa em Patos de Minas e unir esforços com todos os envolvidos para a viabilização de um serviço de saúde de qualidade e excelência para o Município e região.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
O presidente da Santa Casa de Misericórdia de Patos de Minas, Marco Antônio Nasser, apresentou o projeto aos vereadores. (Foto: Ascom – Câmara de Patos de Minas).

A Comissão de Saúde Pública e Bem-Estar Social da Câmara Municipal de Patos de Minas promoveu uma  reunião na manhã desta quarta-feira (7/7), no plenário da Casa Legislativa, para apresentação e debate da proposta de implantação do Hospital da Santa Casa de Misericórdia em Patos de Minas. O projeto foi apresentado aos parlamentares pelo presidente da Santa Casa, Marco Antônio Nasser de Carvalho.

Participaram do encontro os membros da Comissão de Saúde, vereadores Gladston Gabriel da Silva (presidente), João Batista Gonçalves – Cabo Batista, Mauri Sérgio Rodrigues – Mauri da JL, Vitor Porto Fonseca Gonçalves e José Eustáquio de Faria Júnior. Também contribuíram com o debate o presidente da Casa Legislativa, vereador Ezequiel Macedo, e os parlamentares Elizabeth Maria Nascimento e Silva – Professora Beth, José Carlos da Silva – Carlito, Daniel Amorim Gomes – Professor Daniel, João Batista de Oliveira – João Marra, Marcos Antônio Rodrigues – Marquim das Bananas e Wilian Campos. A intenção dos vereadores é conhecer e acompanhar, de perto, a instalação da Santa Casa em Patos de Minas e unir esforços com todos os envolvidos para a viabilização de um serviço de saúde de qualidade e excelência para o Município e região.

Inicialmente, o presidente da Comissão de Saúde, vereador Gladston Gabriel, situou os presentes sobre a instalação da Santa Casa em Patos de Minas. O parlamentar externou que o primeiro passo  foi dado, no ano passado, por Dom João Bosco Oliver de Faria e o então vice-prefeito Paulo Mota, por meio da proposta de parceria com a Prefeitura para instituição da unidade. “Porém, a concretização se deu no dia 29 de junho deste ano, com a apresentação da Santa Casa de Misericórdia de Patos de Minas, hospital que será instalado pela Associação Doutor Paulo Borges, sua mantenedora, em parceria com a Fundação Educacional de Patos de Minas (Fepam)”, elucidou Gladston.

Por sua vez, o presidente da Santa Casa, Marco Nasser, apresentou aos vereadores o projeto do Hospital da Santa Casa de Misericórdia, que será implantado no prédio do Centro Clínico do Unipam, que já abriga o Hospital de Campanha. De acordo com Marco, os atendimentos no novo hospital serão 100% pelo SUS e a intenção é iniciar o funcionamento já no próximo mês. “A Santa Casa de Misericórdia, em parceria com a Fundação Educacional de Patos de Minas – Fepam, busca preencher o vazio hospitalar do SUS, sem precedentes, em um momento desafiador através de um tratamento acolhedor e fraternal a toda população”, afirmou Marco. O presidente também apresentou os nomes dos membros  do conselho que farão parte da gestão da Santa Casa em Patos de Minas.

Segundo Marco, o contrato de parceria ainda está sendo elaborado e prevê o prazo de 30 anos de cessão do espaço para a Santa Casa. Em contrapartida, a Santa Casa deverá constituir o Núcleo de Ensino e Pesquisa que atenda às demandas do Unipam. “Não vamos pagar aluguel, pagaremos por meio de serviços, com um comodato de 30 anos”, explicou o presidente. Marco esclareceu, ainda, que, com o Município, funcionará da mesma forma: “A Santa Casa receberá da Prefeitura a concessão do SUS pelo prazo de 30 anos”.

Sobre a estrutura, Marco Nasser informou que a parceria com a Fepam, por meio da cessão do imóvel localizado na Avenida Marabá, irá permitir à Santa Casa de Misericórdia se instalar em um local de fácil acesso à população, projeto que contará com a expansão do prédio para mais 3 andares, “absorvendo, assim, o vazio assistencial hospitalar do município”, pontuou. Com relação à expansão e suporte, o presidente informou que a parceria visa, inicialmente, absorver os 70 leitos clínicos, 30 UTI’s adultas, 20 UTI’s neo natais, hemodiálise e maternidade, além de suprir toda a demanda de cirurgias eletivas do município. “Para cumprir esse objetivo, o hospital será expandido e remodelado, visando elevar os padrões de qualidade e conforto”, garantiu.

Durante a exposição do projeto, os parlamentares enalteceram a importância do Hospital da Santa Casa de Misericórdia para atendimento gratuito à população de Patos de Minas e região, ao passo que sanaram várias dúvidas com relação ao projeto.

Um dos pontos abordados pelos vereadores foi a questão dos investimentos e verbas para manutenção do hospital. Segundo Marco, o prefeito entregou nas mãos do presidente do Senado uma solicitação de R$ 10 milhões de reais só para os equipamentos do primeiro andar. “Esse é um investimento que estamos esperando que venha da União ou do Estado. O investimento é alto, nós não temos o recurso e não vamos consegui-lo da noite para o dia”, expôs Marco Nasser, que afirmou ainda que a previsão é gastar na ordem de R$ 25 milhões para construir os três andares. “Então vamos ter que buscar verba para todo lado. Vamos precisar de todos os deputados, de todo mundo, é uma obra de todos, com todos, para todos”.

Questionado pelos vereadores sobre como o hospital passará a funcionar nos próximos 30 dias, tendo em vista que o recurso do SUS somente chega ao Município a partir de 30 a 60 dias, o presidente da Santa Casa informou que a ideia é ter um contrato com a Prefeitura de transferência de recursos para o hospital, no período de 1 (um) ano e meio a 2 (dois) anos, para o hospital administrar e otimizar o recurso. “Essa verba vai fazer o hospital rodar e, durante esse período, vamos ter que fazer economias e obter dotações orçamentárias, seja da União, do Estado, para poder formar um caixa, até conseguir receber do SUS”. Segundo ele, “a Santa Casa não tem finalidade de lucro, mas de sustentabilidade tem”, destacou Marco. Nesse sentido, o presidente da Santa Casa afirmou que a intenção da instituição é prestar contas mensalmente ao poder público e à população de todos os recursos recebidos, investimentos e saldo do Hospital para garantir total transparência.

Marco Nasser também destacou que a Santa Casa planeja várias ações de arrecadação, mas ainda não deu tempo de um planejamento mais longo. “Estamos nas ações de curtíssimo prazo, que são estabelecer os contratos com as instituições que estão participando do processo, contratos que sejam benéficos para todos, a fim de que todos possam usufruir dos resultados”. Conforme o presidente, após a finalização dos contratos, a Santa Casa passará à fase de arrecadação de recursos. “Só podemos tomar decisões quando estiver tudo contratualizado. Então, a partir de agosto, vamos empreender várias ações”, garantiu.

Outros aspectos também foram questionados pelos vereadores e prontamente respondidos pelo presidente da Santa Casa. Com relação à contratação de profissionais para trabalharem na Santa Casa, Marco afirmou que o Hospital realizará um processo seletivo, mas a preferência será inicialmente para os que já atuam no local. Sobre a reforma da estrutura da Santa Casa para ampliação dos serviços, o presidente informou que a intenção é começar as obras em agosto. Além disso, ele relatou que a Santa Casa disponibilizará atendimento para pacientes com câncer de Patos de Minas e região, mas não se sabe ainda precisar o tempo em que isso acontecerá e quantas vagas serão disponibilizadas.

Na ocasião, os parlamentares também destacaram a importância da mobilização e envolvimento dos 33 municípios para otimização da Santa Casa em Patos de Minas e, assim, não sobrecarregar Patos de Minas; parabenizaram aos envolvidos pela iniciativa; e manifestaram o sentimento de gratidão pela coragem e empenho diante do desafio de trazer a Santa Casa para Patos de Minas. O presidente da Câmara Municipal, vereador Ezequiel Macedo, colocou a Legislativo Patense à disposição para somar e trabalhar pelo bem comum.

Ao final, o presidente da Comissão de Saúde da Casa Legislativa, vereador Gladston Gabriel, esclareceu algumas dúvidas sobre o projeto e aproveitou a oportunidade para manifestar a satisfação de todos os parlamentares e da população com a instalação da Santa Casa em Patos de Minas. “É a realização de um sonho coletivo. Além dos benefícios na saúde, a iniciativa possibilitará o aquecimento do comércio, da hotelaria, do transporte e o fomento da economia em toda a região. O momento é de união de todos e o benefício será para toda a macrorregião Noroeste”, finalizou Gladston.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.