Profissionais da saúde fazem carreata por melhores salários

Com reajuste de apenas 3%, os profissionais tentam negociar com hospitais particulares.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Os técnicos em enfermagem e outros profissionais da saúde fizeram uma carreata para protestar contra o baixo reajuste salarial proposto pelos hospitais particulares e clínicas de Patos de Minas. A manifestação aconteceu no fim da tarde desta terça-feira (11/05). O ato teve início na Rua Major Gote, próximo ao trevo com a Avenida JK.

Clênio Silvio Caixeta é técnico em enfermagem e explicou que está é uma reivindicação da categoria em relação aos reajustes salariais. Segundo ele, os salários já estão defasados há anos e em 2021 foi proposto um reajuste mínimo para a categoria. Ele comparou o reajuste a outros setores que tiveram aumento bem acima. “Em plena pandemia, não está valorizando o profissional que está lá dentro, todos os dias, buscando sempre atender o cliente da melhor maneira”, ressaltou.

O técnico de enfermagem Dirlei José dos Reis disse que o intuito é que através da carreata seja possível realizar a negociação. Ele afirma que houve tentativas de conversar com os presidentes dos hospitais particulares, mas negaram o reajuste pleiteado.

Outra profissional, Elmira Rodrigues de Oliveira, ressaltou que no trabalho dela não se pode errar. Para ela, os profissionais devem ficar atentos o tempo todo e que nesta pandemia perdeu quatro colegas para a COVID-19.

A técnica de enfermagem disse ainda que o reajuste proposto pelos hospitais particulares foi de apenas 3% na folha de contracheque, 50 reais no vale alimentação e o não pagamento do salário retroativo.

A carreata percorreu as principais ruas de Patos de Minas. Dezenas de profissionais da saúde participaram da manifestação em carros e motos. Além de pintar os vidros com frases de efeito, os manifestantes também balançavam balões brancos e preto e colocaram nariz de palhaço por cima da máscara.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

4 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Xxx
11/05/2021 22:47

Todo hospital particular paga muito mal , não valoriza o trabalho dos mesmos. Muitos deixam os filhos em casa e vao trabalhar pra cuidar de pessoas doentes e ninguém vê o esforço que todos os profissionais da saúde passam em linha de frente , seja covid e as outras doenças que existem também. Seja na enfermagem, farmácia, limpeza, recepção etc .. todos os setores estão envolvidos e não são valorizados. Aí pedem pra vestir a camisa do hospital kkkkkk

Kati
11/05/2021 22:07

Parabéns aos profissionais da saúde, isso é uma vergonha ,não valoriza seus trabalhos ,eles cuidam muito bem dos pacientes e um trabalho digno e os donos dos hospitais so querem seu trabalhos ,porque depois que adoecem nem querem saber se morrer então que se dane os familiares ,depois colocam em rede sociais que eram um grande funcionário que vertia a camisa ,depois que morre não adianta falar ,fazem alguns coisa por ele enquanto é sa tão vivos pra eles saberem que são bons e importantes .

DAD
11/05/2021 20:12

O salário desses profissionais é um absurdo.. até auxiliar de produção em qualquer empresa que não tem nenhuma formação profissional e não corre nenhum risco de vida ganham mais que eles..

Marina
11/05/2021 18:50

Deveria oferecer um salário mais digno, eles trabalham correndo o risco de pegar covid e levar pra família. Eles merecem muito mais. Que Deus abençoe que eles consigam um salário melhor e mais digno .Vamos colaborar com os profissionais da saúde .

A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.