Professores da Uerj entram em greve por atraso no pagamento dos salários

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Sem previsão de pagamento dos salários de agosto, os professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) decidiram entrar em greve hoje (3) por tempo indeterminado. De acordo com a Associação dos Servidores da Uerj (Asduerj), o principal motivo para a paralisação foi a “quebra de isonomia entre as categorias de servidores públicos”. Segundo a entidade, os trabalhadores estão “no fim da fila de prioridades do governo”.

Saiba Mais

Em 29 de setembro, o governo do estado decidiu pagar o salário integral, relativo ao mês de agosto, exclusivamente dos servidores técnico administrativos com lotação no Hospital Universitário Pedro Ernesto. A reitoria da Uerj informou, em nota,  que  continua “lutando pela isonomia de tratamento entre todos os servidores do estado do Rio de Janeiro” e que não foi consultada sobre a “decisão unilateral” do estado de pagar apenas parte dos funcionários. 

- Continua depois da publicidade -

“Assim, no âmbito de sua competência, vem requerendo que o Poder Executivo estadual integralize o pagamento de todos os servidores da Uerj, por meio de salários, proventos e pensões do mês de agosto de 2017, bem como o 13º salário referente a 2016, e de todas as bolsas ainda em atraso”, diz o comunicado da reitoria.

Amanhã (4), os professores farão nova assembleia para definir os próximos passos da mobilização.

Edição: Amanda Cieglinski

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -