PRF: 586 pontos seguem bloqueados e 577 foram liberados

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Até as 19h, havia 586 pontos ativos de bloqueios por manifestações de caminhoneiros, informou há pouco a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo a corporação, a maioria dos bloqueios é parcial e sem prejuízo à livre circulação.

Também foram registrados 577 pontos desbloqueados de 0h a 19h. No fim da manhã, a PRF registrava 596 pontos bloqueados e 544 liberados. O número total de bloqueios considerados variou durante o dia com novas mobilizações e liberações, o que não permite comparações com o balanço divulgado pelo órgão no início da tarde.

Caminhoneiros paralisam a BR-040 , em Valparaíso de GO durante manifestação contra o aumento de combustíveis.

Bloqueio na BR-040 , em Valparaíso (GO), durante manifestação contra o aumento de combustíveis. – Valter Campanato/Agência Brasil

Segundo a PRF, corredores para a circulação de transporte de animais vivos, gêneros alimentícios, equipamentos essenciais, medicamentos, combustíveis e outras cargas sensíveis estão sendo mantidos, além da prestação de apoio aos manifestantes durante as desmobilizações no intuito de garantir a segurança de todos os usuários das rodovias federais.

O Rio Grande do Sul concentra a maior parte dos bloqueios, 94, seguido por Santa Catarina, com 68, e Minas Gerais, com 57.

FONTE: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.